Notícias | Dia a dia
Barty abandona enquanto vencia e Gauff faz semi
14/05/2021 às 13h43

Barty diz que dores no braço ficavam mais intensas ao longo da partida desta sexta-feira

Foto: Giampiero Sposito

Roma (Itália) - Depois de ter disputado duas finais seguidas no saibro, em Sttugart e Madri, a número 1 do mundo Ashleigh Barty preferiu deixar a disputa do WTA 1000 de Roma e trabalhar na preparação física para Roland Garros, que começa em pouco mais de duas semanas. A australiana vencia o jogo contra a norte-americana Coco Gauff por 6/4 e 2/1, mas preferiu desistir da partida. Barty já entrou em quadra com uma manga de compressão no braço direito e uma proteção na perna esquerda. Oficialmente, o problema no braço foi o motivo da desistência.

Logo após a partida, Barty disse que a lesão no braço direito é um problema pré-existente que ela administra há anos. Conforme a partida avançava, a dor piorava. "A dor estava ficando muito forte, então era importante ouvir o meu corpo e fazer a coisa certa, ainda mais sabendo que estamos perto de um Grand Slam".

"Essa é uma lesão que começou quando eu era bem jovem, aos 15 ou 16 anos, e que eu tenho administrado durante a minha carreira. Ela simplesmente aparece de vez em quando ”, explicou ela. "Eu odeio abandonar uma partida no meio. Não é uma coisa que costume e nem goste de fazer, mas eu precisava ouvir o que meu corpo estava me dizendo".

Com o resultado, Gauff já garante um lugar na semifinal do torneio no saibro italiano. A jovem promessa de 17 anos e já 35ª do ranking espera pela vencedora entre a polonesa Iga Swiatek e a ucraniana Elina Svitolina. De quebra, a norte-americana já vai garantir um lugar entre as 30 melhores do ranking mundial após o torneio. Gauff disputou apenas uma final de WTA na carreira, conquistando o título nas quadras duras e cobertas de Linz, em 2019, quando tinha apenas 15 anos.

A chuva constante desta sexta-feira em Roma deixou as condições da quadra bastante lentas e pesadas, exigindo maior esforço e desgaste físico das jogadoras. O mau tempo também causou uma paralisação de aproximadamente uma hora na partida entre Gauff e Barty. Na ocasião, o primeiro set estava empatado por 2/2, com uma quebra para cada lado. A australiana vinha de games longos em seu serviço, tendo enfrentado cinco break-points até então.

Na volta, as sacadoras passaram a confirmar seus serviços com um pouco mais facilidade, apesar de Barty não ser consistente de fundo de quadra. Mas a número 1 do mundo foi muito inteligente para conseguir uma nova quebra de serviço no último game do set inicial. Ela liderava o placar por 5/4 e tentou tirar o peso da bola nas devoluções, tentando só bloquear o serviço de Gauff, ora com slice ou até mesmo com um drop shot, e teve sucesso para ganhar o ponto. Ela só fechou o set em sua quarta tentativa e terminou a parcial com menos winners, 10 contra 15 de Gauff, e 11 erros, um a menos que a rival.

No começo do segundo set, Barty teve mais dificuldade para confirmar o serviço, mas conseguiu manter o saque duas vezes para liderar por 2/1. No entanto, ela pediu o atendimento da fisioterapeuta e preferiu desistir da partida. No total das estatísticas, Barty teve 20 a 12 em winners e cometeu 15 erros contra 13 de Gauff.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva