Notícias | Dia a dia
Nadal: 'Foi uma vitória importante. Lutei até o fim'
13/05/2021 às 19h47

Nadal salvou dois match-points na vitória sobre Shapovalov nesta quinta-feira

Foto: Divulgação

Roma (Itália) - A difícil vitória nas oitavas de final do Masters 1000 de Roma trouxe muita confiança a Rafael Nadal. Nove vezes campeão do torneio, o espanhol precisou lutar por 3h27 e salvou dois match-points antes de superar o jovem canadense de 22 anos Denis Shapovalov. Nadal já volta a atuar na manhã desta sexta-feira, às 7h (de Brasília) contra o alemão Alexander Zverev e tenta se recuperar fisicamente a tempo. O espanhol lidera o histórico por 5 a 3, mas perdeu para Zverev na semana passada em Madri.

"Esta foi uma vitória importante para mim", disse Nadal após vencer por 3/6, 6/4 e 7/6 (7-3) sobre Shapovalov. "Eu lutei muito até o fim para estar nas quartas de final. Também é importante ver que sou capaz de vencer partidas como hoje, com 3h27 ou como a final de Barcelona, com 3h38. Vencer jogos longos assim, contra adversários jovens, me dão confiança"

"Quando você está perdendo por 6/3 e 3/0, tem que continuar focado, senão você vai para o chuveiro em cinco minutos. Eu posso falhar com minha raquete, mas não com minha cabeça. Esse é o jogo, tentar lutar mesmo que pareça impossível", explica o espanhol, ao destacar um dos momentos mais delicados que enfrentou na partida.

"É verdade que tenho que jogar melhor amanhã. Mas o principal hoje é me recuperar fisicamente", comenta o veterano de 34 anos. "Vamos ver como eu acordo amanhã. Depois de jogos assim, é sempre difícil se recuperar quando você tem que jogar já no dia seguinte. Eu não tenho que esconder isso, porque é sempre assim. Mas amanhã tenho a chance de jogar uma partida das quartas de final. Espero estar pronto para competir bem".

Shapovalov sai de cabeça erguida
Eliminado nas oitavas de final em Roma, Shapovalov lamentou as chances perdidas, mas tenta manter o pensamento positivo. "Nessas partidas, você não tem nada a perder. Acho que tenho o que é preciso para vencer esses caras. Não é uma surpresa para mim. É apenas uma dura derrota. Claro, não é a primeira vez que o Rafa vira um jogo e eu não sou a primeira pessoa a perder com match-points. Com certeza, ele sabe lidar bem com a pressão nesses momentos. É algo que tenho de pensar e fazer algumas alterações. Mas estou feliz com o meu jogo, relativamente falando, contra o melhor jogador desta superfície".

Zverev reencontra Nadal em Roma

Adversário de Nadal nas quartas, Alexander Zverev busca a quarta vitória seguida contra o espanhol e a segunda no saibro. No entanto, o jogador de 24 anos lembra que as condições de Roma são mais lentas e que a potência do saque é menos determinante no resultado. "Acho que há uma grande diferença nas condições e também acho que também há uma diferença no nosso estado físico".

"Gosto de jogar contra os melhores jogadores do mundo. É para isso que estamos aqui. É para isso que eu jogo tênis", disse o o atual número 6 do mundo, depois de vencer o japonês Kei Nishikori por 4/6, 6/3 e 6/4. "Você quer ser o melhor e quer jogar contra os melhores. Vai ser um jogo difícil, mas estou bastante ansioso por isso".

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG