Notícias | Dia a dia
Thiem acredita que cada vez mais Big 3 será ameaçado
11/05/2021 às 13h43

Roma (Itália) - Um dos poucos tenistas a quebrar a hegemonia do Big 3 nos Grand Slam nestes últimos anos, o austríaco Dominic Thiem acredita que cada vez mais o sério Novak Djokovic, o espanhol Rafael Nadal e o suíço Roger Federer serão ameaçados. Ele inclusive destaca que nos Masters 1000 e no ATP Finals a situação já está bem mais equilibrada.

“Desde que Sascha (Zverev) conquistou seu primeiro Masters 1000, em 2017, nenhum dos membros do Big 3 conseguiu vencer o ATP Finals. Os mais jovens estão tendo sucesso lá e nos Masters 1000, mas os Grand Slams ainda são dominados pelos três”, comentou Thiem, que vê essa diferença principalmente pela forma de disputa.

“É muito mais difícil vencê-los em melhor de três do que em melhor de cinco, esse é um dos grandes motivos. Porém, temos chegado à finais de Slam várias vezes e acho que em um futuro próximo também começaremos a vencê-las”, acrescentou o austríaco, lembrando que muitas vezes para se vencer um Slam é preciso bater pelo menos dois do Big 3 na campanha.

Semifinalista em Madri, o atual número 4 do mundo espera manter o embalo em Roma. “Historicamente, sempre tive alguns problemas de ajuste aqui, é como se nunca tivesse tempo para me preparar. Felizmente joguei bem em Madri, embora tenha demorado a me adaptar às condições aqui, ao nível do mar”, avaliou Thiem.

“Acho que também é uma quadra de saibro diferente, muito mais lenta. Espero fazer melhor do que nas duas últimas vezes, perdendo ambas na primeira partida. Veremos, tenho um adversário difícil na estreia, espero poder jogar tão bem como na semana passada”, complementou o austríaco, que estreará no Foro Itálico contra o húngaro Marton Fucsovics.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva