Notícias | Dia a dia
Wild luta por 3h e vence jogo maluco na estreia
10/05/2021 às 16h06

Partida teve altos e baixos, além de uma série de incidentes, mas o brasileiro conseguiu vencer

Foto: Arquivo

Zagreb (Croácia) - Aconteceu de tudo na estreia de Thiago Wild no challenger de Zagreb. O número 2 do Brasil ficou em quadra por 3h05 e passou por altos e baixos para vencer o russo Roman Safiullin, 179º do ranking, por 0/6, 7/5 e 7/5 e seguir na competição em quadras de saibro. A partida ganhou contornos dramáticos por uma série de eventos ocorridos ao longo da disputa, como um tempo médico para Wild no meio de um game, a visita de um supervisor do torneio e uma mudança de quadra antes do último game.

Cabeça 8 em Zagreb e 126º do ranking, Wild marcou sua sexta vitória em chaves principais de challenger na temporada. Ele também venceu outros quatro jogos em qualis de ATP. Seu próximo adversário virá da partida entre o convidado local Borna Gojo, 238º do ranking, e o ex-top 10 Ernests Gulbis, experiente letão de
32 anos e atual 185º colocado.

Veja como foi a difícil vitória de Wild na estreia

O set inicial não foi bom para Wild, que colocou apenas 26% de primeiros serviços em quadra e venceu só 6 dos 19 pontos jogados com seu próprio saque. O atual número 2 do Brasil sofreu três quebras de serviço e não teve um break point sequer. Com isso, Safiullin acabou aplicando um 'pneu'.

Segundo set teve atendimento fora de quadra e visita do supervisor
Wild reagiu no início do segundo set e contou com boas devoluções para conseguir uma quebra de serviço e fazer 2/1. Durante game seguinte, precisou receber um atendimento médico fora da quadra e foi acompanhado pelo árbitro. Na volta, o paranaense continuou jogando bem e quebrou novamente o saque do adversário para fazer 5/2 no placar.

No entanto, Wild foi quebrado na primeira tentativa de sacar para o set, e ainda perdeu três set-points no saque do adversário no game seguinte. A situação ficou ainda pior para o brasileiro depois que ele sofreu uma nova quebra e contestou uma marcação da arbitragem, exigindo a presença do supervisor do torneio para continuar a partida. Apesar da discussão, Wild subiu o nível na reta final do set, comandando os pontos de forma agressiva e definiu a parcial.

Terceiro set teve mudança de quadra antes do último game
Já no terceiro set, Wild sacou muito bem e não enfrentou break-points em nenhum momento. Mas ele só conseguiu pressionar o saque do adversário já na reta final do set, conseguindo a quebra no penúltimo game da partida depois de ter criado seis chances ao longo da parcial. Por conta da falta de luz natural e da precária iluminação da quadra onde partida estava sendo realizada, a organização do torneio levou o último game para a quadra central, em que Wild sacou para o jogo e fechou a vitória.

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio