Notícias | Dia a dia
Finalistas, Zverev e Berrettini superaram as lesões
08/05/2021 às 19h45

Ambos sofreram com problemas físicos que atrapalharam o início da temporada de saibro

Foto: Arquivo

Madri (Espanha) - Os dois finalistas do Masters 1000 de Madri tiveram momentos complicados neste início de temporada do circuito. Tanto o alemão Alexander Zverev quanto o italiano Matteo Berrettini sofreram com lesões que prejudicaram o desempenho no início da temporada de saibro. Entretanto, chegam em boa forma para a decisão do torneio na capital espanhola. A final está marcada para às 13h30 (de Brasília) deste domingo.

Zverev lidera o histórico de confrontos por 2 a 1 e todos eles aconteceram em torneios Masters 1000. Os dois primeiros encontros foram no saibro de Roma, com uma vitória de Zverev em 2018 e com Berrettini dando o troco na temporada seguinte. O último duelo foi no Masters de Xangai de 2019, com vitória do alemão na semifinal.

Alemão tenta o bi em Madri e o 4º Masters 1000
O problema que afetou Zverev foi uma lesão no cotovelo, que atrapalhava seu movimento de saque. Quando perdeu ainda nas oitavas do Masters 1000 de Monte Carlo, há três semanas, ele reclamou: "Vou precisar ter cuidado ao sacar durante as próximas semanas. Por causa da lesão não estou treinando tanto o serviço". Já na semana passada, em Munique, deu sinais de que estava se recuperando. "Está ficando mais estável a cada dia e no momento não tenho mais dores"

Campeão no saibro de Madri em 2018, Zverev está com 24 anos e já tem 14 títulos no circuito da ATP. O alemão luta por seu quarto Masters 1000 da carreira e disputará a oitava final em torneios deste porte e a 24ª no circuito. "Se eu conseguir vencer amanhã, vai significar muito para mim. Estou muito ansioso por jogar outra grande final e espero poder vencer", comenta o atual número 6 do mundo.

Algoz do pentacampeão Rafael Nadal nas quartas, o alemão derrotou Dominic Thiem neste sábado por 6/4 e 6/3. Foi apenas sua terceira vitória em onze jogos contra o austríaco. "Já fizemos jogos fantásticos, disputamos finais de Grand Slam e de Masters 1000 nos maiores estádios do mundo. Nossa rivalidade ainda está se desenvolvendo e ainda vai durar mais alguns anos. Esperamos jogar mais algumas partidas incríveis".

Berrettini luta pelo maior título da carreira
O italiano Matteo Berrettini atingiu uma inédita final de Masters 1000 nesta semana e luta pelo maior título da carreira, aos 25 anos. Depois de ter sofrido uma lesão muscular na região abdominal durante o Australian Open, Berrettini voltou ao circuito em Monte Carlo e caiu na estreia, mas depois emendou oito vitórias seguidas no circuito. Há duas semanas, ele foi campeão do ATP 250 de Belgrado. O italiano tem quatro títulos de ATP na carreira e disputará sua sexta final.

"Eu nunca tive esse tipo de lesão, então eu realmente não sabia como isso iria melhorar ou piorar. Foi difícil. Além disso, mentalmente, não é fácil de sacar quando você sabe que já teve uma lesão há pouco tempo", comentou o italiano durante a campanha para o título em Belgrado. "Mas estou feliz agora. Estou satisfeito com meu desempenho e também com meu condicionamento físico. Acho que está bom. Neste momento, eu e minha equipe decidimos que tenho de fazer o maior número de jogos possível".

Depois de derrotar o norueguês Casper Ruud na semifinal deste sábado por duplo 6/4, Berrettini comemorou sua grande campanha em Madri. Ele se torna o terceiro italiano a atingir uma decisão de torneios deste porte. O primeiro foi Fabio Fognini, campeão no saibro de Monte Carlo em 2019. Já na atual temporada, o jovem Jannik Sinner ficou com o vice no piso duro de Miami. "É uma sensação ótima e inacreditável, especialmente depois daquele torneio em Monte Carlo, onde não estava me sentindo tão bem. Eu venci em Belgrado e agora estou na final".

O italiano já pensa no duelo com Zverev neste domingo. "Ele está jogando muito bem e muito sólido. Ele se move bem para sua altura, e também saca muito bem. Só nesta semana, ele venceu Rafa [Nadal] e Dominic [Thiem], provavelmente os melhores jogadores no saibro. Então, vai ser um jogo difícil. Mas estou na final. É hora de os dois melhores do torneio jogarem um contra o outro".

Confira o histórico de confrontos entre Zverev e Berrettini.

2019
Masters 1000 de Xangai - sintético - semifinal - Alexander Zverev, 6/3 6/4
Masters 1000 de Roma - saibro - segunda rodada - Matteo Berrettini, 7/5 7/5
2018
Masters 1000 de Roma - saibro - segunda rodada - Alexander Zverev, 7/5 6/2

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG