Notícias | Dia a dia
Berrettini saca muito e joga 1ª final de Masters
08/05/2021 às 17h48

Berrettini é o terceiro italiano a atingir uma final de Masters 1000

Foto: Corinne Dubreuil/ATP

Madri (Espanha) - Com excelente desempenho nos games de saque, o italiano Matteo Berrettini garantiu vaga na final do Masters 1000 de Madri. O jogador de 25 anos e número 10 do mundo derrotou neste sábado o norueguês Casper Ruud, 22º do ranking, por duplo 6/4 em 1h20 de partida. Com isso, ele vai lutar pelo título mais importante de sua carreira profissional.

Esta será a primeira final de Masters 1000 na carreira de Berrettini, que se torna o terceiro italiano a atingir uma decisão de torneios deste porte. O primeiro foi Fabio Fognini, campeão no saibro de Monte Carlo em 2019. Já na atual temporada, o jovem Jannik Sinner ficou com o vice no piso duro de Miami.

O adversário de Berrettini na decisão marcada para este domingo, às 13h30 (de Brasília) será Alexander Zverev, número 6 do mundo. Eles já se enfrentaram três vezes, com duas vitórias para o alemão. Zverev tem 14 títulos no circuito, sendo três Masters 1000. O alemão de 24 anos já foi campeão em Madri na temporada de 2018.

Berrettini volta ao circuito depois de ter sofrido uma lesão muscular na região abdominal durante o Australian Open e está com oito vitórias seguidas no circuito. Há duas semanas, ele foi campeão do ATP 250 de Belgrado. O italiano tem quatro títulos de ATP na carreira e disputará sua sexta final.

Berrettini disparou cinco aces na partida, não enfrentou break points e cedeu apenas oito pontos em seus games de serviço. Quando colocou o primeiro saque em quadra, ele só perdeu oito pontos. Mais agressivo em quadra, o italiano liderou a estatística de winners por 24 a 7 e cometeu 15 erros não-forçados, dois a mais que seu adversário. Ele criou três break points na partida e conseguiu duas quebras, uma em cada set.

"O saque é minha principal arma, mas hoje acho que devolvi muito bem e coloquei pressão sobre ele", disse Berrettini. "Eu estava apenas jogando mais agressivo. Ele é meio como eu, ele gosta de acelerar o forehand e jogar com mais spin. Mas acho que hoje eu estava jogando melhor do que ele".

Ruud não havia sofrido quebras no torneio

Eliminado do torneio neste sábado, Ruud disputou sua terceira semifinal de Masters 1000 no saibro, repetindo o que havia feito em Roma no ano passado e também em Monte Carlo há três semanas. Algoz do cabeça 4 Stefanos Tsitsipas nas oitavas, o norueguês não havia sofrido quebras de serviço no torneio. Com tantos bons resultados recentes, ele irá merecidamente entrar no top 20.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG