Notícias | Dia a dia
Donas de dois Slam, tchecas faturam título em Madri
08/05/2021 às 10h57

Siniakova (de rosa) e Krejcikova já têm sete títulos e 101 vitórias jogando juntas no circuito

Foto: Mutua Madrid Open

Madri (Espanha) - A forte parceria tcheca formada por Barbora Krejcikova e Katerina Siniakova conquistou o título do WTA 1000 de Madri. Cabeças de chave número 2 no saibro espanhol, as tchecas venceram a final neste sábado contra a canadense Gabriela Dabrowski e a holandesa Demi Schuurs por 6/4 e 6/3 em 1h19 de partida.

Krejcikova e Siniakova têm dois títulos de Grand Slam, ambos conquistados na temporada de 2018. Naquele ano, elas venceram Roland Garros e Wimbledon de forma consecutiva. Em 2021, elas já haviam vencido o Gippsland Trophy, um dos WTA 500 disputados antes do Australian Open e foram vice-campeãs no Grand Slam australiano.

As duas tchecas já tiveram a oportunidade de liderar o ranking de duplas a partir de 2018. Atualmente, Krejcikova é a sétima colocada aos 25 anos e tem agora oito títulos no circuito de duplas da WTA. Já Siniakova está com 24 anos e ocupa o oitavo lugar, tendo conquistado 10 torneios no circuito. Juntas, elas já venceram sete torneios e acumulam 101 vitórias. Mesmo com o título e os mil pontos conquistados, as tchecas devem permanecer nas mesmas posições.

Já Dabrowski e Schuurs disputaram o primeiro torneio juntas e já chegaram à final. A canadense de 29 anos já havia sido finalista em Madri na temporada de 2019, quando atuava ao lado da chinesa Yifan Xu, enquanto a holandesa Schuurs está com 27 anos e só havia disputado o torneio de Madri uma vez, dois anos atrás, e chegado às quartas de final ao lado da alemã Anna-Lena Groenefeld.

O início da final de duplas foi de altos e baixos, com direito a quatro quebras seguidas. Dabrowski e Schuurs estiveram em vantagem por duas vezes, tendo liderando por 2/0 e também por 3/1, mas não conseguiam sustentar o placar e permitiram o empate no sexto game.

Pouco depois, Krejcikova e Siniakova voltaram a quebrar e passaram à frente para fechar o set. Na parcial seguinte, a dupla tcheca pressionou constantemente o saque das adversárias, criando cinco break points e conseguindo três quebras, e só perderam um game de serviço.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva