Notícias | Dia a dia
Kenin e Garcia não treinarão mais com os pais
07/05/2021 às 15h35

Sofia Kenin anunciou o fim da parceria com o pai nesta sexta-feira

Foto: Arquivo

Roma (Itália) - Campeã do Australian Open do ano passado e atual número 4 do mundo, a norte-americana Sofia Kenin não irá mais treinar com o pai, Alexander, que a acompanha desde o início da carreira. A tenista de 22 anos fez o anúncio nesta sexta-feira, por meio de suas redes sociais.

"Olá a todos. Depois de muitos anos juntos, decidi me separar de meu pai como treinador. Esta não foi uma decisão fácil para mim, pois compartilhamos muitos grandes momentos juntos e tivemos muito sucesso", escreveu Kenin, em seu perfil no Instagram.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Sofia Kenin (@sofia.kenin)

"Serei eternamente grata pelo sacrifício e pelas contribuições que o meu pai fez para que eu chegasse onde estou hoje. Estou entusiasmada com o que o futuro reserva e espero montar uma nova equipe técnica nas próximas semanas. Mal posso esperar para voltar às quadras na próxima semana em Roma", acrescentou a norte-americana, que tem sete vitórias e sete derrotas na temporada, e não atuou no WTA 1000 de Madri.

Os pais de Kenin, Lena e Alexander, são russos e a própria Sofia Kenin nasceu em Moscou em novembro de 1998. Mas a família se mudou para os Estados Unidos quando ela era apenas um bebê e toda sua formação escolar e como tenista foi em solo norte-americano. Ela tem cinco títulos de WTA no circuito e além da conquista do Australian Open tem também um vice-campeonato em Roland Garros.

Garcia havia anunciado rompimento no início da semana

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Rafa Nadal Academy by Movistar (@rafanadalacademy)

Outra tenista que não irá mais treinar com o pai é a francesa Caroline Garcia, de 27 anos e atual 53ª do ranking. A ex-número 4 do mundo e vencedora de sete títulos de WTA, com destaque para as conquistas de Wuhan e Pequim em 2017, rompeu a relação profissional que tinha com o pai, Louis Paul Garcia e agora vai treinar com o espanhol Gabriel Urpi, ex-técnico de Flavia Pennetta, na Rafa Nadal Academy.

"Nos últimos dois anos, os nossos objetivos não foram alcançados. É muito difícil aceitar isso, porque continuamos trabalhando muito. Não é como se estivéssemos descansando sobre os louros. É duro ver que não valeu a pena", disse Garcia ao jornal L'Equipe. "Tentei explicar o melhor que pude. Meu pai continua sendo meu pai. Tenho muito amor por ele. Meus pais fizeram muitos sacrifícios por mim e nunca poderei agradecê-los o suficiente".

"Obviamente, essa decisão já estava há algum tempo na minha cabeça. Mas existe uma continuidade porque já frequento a academia há um ano e meio. Estou em um lugar que conheço e com pessoas que compartilham dos mesmos valores que eu. Essa é a minha decisão e eu me sinto bem na academia", complementou a francesa, que terá um calendário cheio no saibro, com torneios em Roma, Parma, Estrasburgo e Roland Garros.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva