Notícias | Dia a dia
Após queda de Isner, EUA ficará sem top 30 pela 1ª vez
07/05/2021 às 11h34

Madri (Espanha) - País que mais teve jogadores liderando o ranking da ATP, os Estados Unidos amargarão uma dura estatística na lista da próxima segunda-feira. Com a eliminação de John Isner nas quartas de final do Masters 1000 de Madri, pela primeira vez na história nenhum norte-americano aparecerá no top 30.

Isso acontecerá porque o atual 30 do mundo Taylor Fritz perderá duas colocações e cairá para o 32º lugar. Isner ocupa o 39º posto nesta semana, mas poderia retornar ao top 30 e garantir um norte-americano nesta faixa de ranking se tivesse superado o austríaco Dominic Thiem e alcançado as semifinais no saibro madrilenho.

Único país com mais de quatro tenistas número 1 do mundo, os Estados Unidos já tiveram seis líderes do ranking: Jimmy Connors, John McEnroe, Jim Courier, Pete Sampras, Andre Agassi e Andy Roddick, o dobro dos segundos na lista da Espanha, Suécia e Austrália, cada um com três representantes.

Se no masculino os norte-americanos estão em baixa há alguns anos, no feminino a situação é bem diferente, com duas jogadoras no top 10, Sofia Kenin (4º) e Serena Williams (8ª), e cinco entre as 30 melhores, Jennifer Brady (14ª), Madison Keys (23ª) e Alison Riske (27ª).

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva