Notícias | Dia a dia
Nadal: 'Fiz um bom jogo contra adversário difícil'
06/05/2021 às 18h15

Nadal acredita que fez um bom jogo nas condições mais rápidas desta quinta-feira

Foto: Divulgação

Madri (Espanha) - Depois de vencer seu segundo compromisso no Masters 1000 de Madri, Rafael Nadal destacou as dificuldades que teve no confronto contra o australiano Alexei Popyrin, jovem de 21 anos e 76º do ranking. O vice-líder do ranking e pentacampeão do torneio destacou as condições mais rápidas da quadra nesta quinta-feira e o estilo de jogo agressivo e muita potência nos golpes de seu adversário.

"Acho que fiz um bom jogo. Tive um adversário complicado, porque ele acertava todas as bolas. A quadra hoje estava muito rápida por causa do calor, estava mais seca e escorregadia e a bola voava muito. Ele tem um saque que é um canhão, estava batendo muito forte na bola e acertando as linhas. Até onde pude, fiz um jogo bastante correto e estou feliz com a vitória", disse Nadal após a vitória por duplo 6/3 sobre Popyrin. O australiano vive bom momento no circuito e recentemente conquistou seu primeiro ATP 250 em Cingapura.

"Ele tem um grande potencial. Ontem, jogou contra o Sinner e venceu. Portanto, merece o máximo respeito. Ele tem uma potência nos golpes impressionante", reconheceu o veterano de 34 anos, que ainda deu uma dica. "Se ele conseguir controlar os erros, será um jogador bastante difícil de enfrentar. Tem um ótimo saque e golpes muito bons de qualquer parte da quadra. Se ele conseguir trabalhar as coisas certas, poderá lutar por títulos importantes".

Depois de começar a temporada de saibro com uma queda nas quartas em Monte Carlo e com um título em Barcelona, Nadal acredita que apenas a sequência de jogos e vitórias é que vão trazer a confiança necessária para lutar por títulos importantes. Mas garante que Roland Garros ainda é uma meta a médio prazo. "Cada vez que entro em quadra, eu me sinto um pouco mais confiante. É essa sequência de jogos e vitórias que vai me dar essa confiança. Então, você tem que ter picos mais altos para quando você realmente precisar. Acho que estou no caminho certo".

"Não penso em Roland Garros enquanto estou em Madri. Tenho que pensar em um dia de cada vez. Às vezes as coisas vão bem e às vezes vão mal. Não acredito em processos específicos de preparação. Acredito no trabalho diário e nos objetivos a curto, médio e longo prazo. A curto prazo será o torneio de Madri, a médio prazo será Roland Garros e a longo prazo será a temporada inteira. Hoje estou satisfeito com a posição em que estou", complementou o espanhol, que busca seu 14º título de Roland Garros e o 21º Grand Slam da carreira.

Nadal volta a atuar nesta sexta-feira pelas quartas de final em Madri. Ele enfrenta o alemão Alexander Zverev, número 6 do mundo, a partir das 10h (de Brasília). O espanhol lidera o histórico por 5 a 2, tendo vencido todos os três confrontos realizados no saibro. Mas Zverev levou a melhor nos dois encontros mais recentes, ambos disputados em quadras duras e cobertas, no ATP Finals de 2019 e no Masters 1000 de Paris do ano passado.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva