Notícias | Dia a dia
Alcaraz sai de cabeça erguida: 'Foi um jogo inesquecível'
05/05/2021 às 19h54

O jovem espanhol comemorou seu aniversário de 18 anos nesta quarta-feira em Madri

Foto: Mutua Madrid Open

Madri (Espanha) - Superado na segunda rodada do Masters 1000 de Madri, o jovem espanhol de 18 anos Carlos Alcaraz sai de cabeça erguida do duelo contra Rafael Nadal nesta quarta-feira. Ele reconhece que poderia ter jogado melhor, especialmente ter sido mais paciente na construção dos pontos, mas acredita que partidas como esta o farão evoluir como tenista.

"É uma experiência inesquecível para mim. Lembrarei desse jogo para sempre", disse Alcaraz, após a derrota para Nadal por 6/1 e 6/2 em 1h12 de partida. "Acho que poderia ter feito mais neste jogo, mas no final das contas é o Rafa. Jogar contra ele pela primeira na carreira vez nunca é fácil. Na primeira ou centésima vez, nunca é fácil".

"Acho que da próxima vez que jogarmos será totalmente diferente. Vou saber mais sobre como jogar e como me comportar na quadra. Acho que desta vez estava muito ansioso para terminar os pontos rapidamente. A certa altura, até esqueci que tinha o Rafa do outro lado da rede, e ele me devolvia bola após bola. Mas eu poderia ter sido mais paciente", comenta o atual 120º do ranking, que fez 7 winners e cometeu 28 erros não-forçados, enquanto Nadal antotou 13 bolas vencedoras e cometeu apenas 8 erros.

"Este jogo vai me fazer aprender muito, porque tenho de saber gerir os momentos difíceis e saber jogar contra adversários desse nível. São jogos difíceis e adversários difíceis, e tenho que aprender a jogar contra eles. Acho que se pudesse disputar mais partidas como essa, crescerei mais rápido como jogador", complementou o jovem espanhol, que comemorou seu aniversário nesta quarta-feira.

Ao ficar sabendo dos vários elogios que recebeu de Nadal após a partida, Alcaraz ficou lisonjeado com as palavras do ídolo. "Para mim significa muito. Significa muito saber que um cara que está no topo há tanto tempo pode me elogiar assim e dizer que estou fazendo as coisas da maneira certa".

"Eu sempre disse que Rafa é meu ídolo de infância e estou tentando seguir seus passos. Nunca vi Rafa fazer um gesto ruim na quadra ou reclamar. E essas são coisas que podem afetar você na quadra. Tento seguir seu exemplo. Estou fazendo as coisas certas e, se continuar assim, acho que posso seguir pelo caminho certo".

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio