Notícias | Dia a dia
Thiem: 'Não tinha certeza sobre como iria reagir'
04/05/2021 às 20h51

Thiem retornou ao circuito em grande estilo e venceu em apenas 57 minutos

Foto: Corinne Dubreuil/ATP

Madri (Espanha) - Depois de vencer sua partida de estreia no Masters 1000 de Madri, Dominic Thiem comemorou o desempenho apresentado nesta terça-feira, diante do norte-americano Marcos Giron. Entretanto, o atual número 4 do mundo reconhece que não sabia como o corpo iria reagir depois de quase dois meses parado. O austríaco não atuava desde o ATP 500 de Dubai, no início de março, e tem apenas seis vitórias e quatro derrotas na temporada.

"Honestamente, há duas semanas, eu não tinha a certeza se conseguiria jogar aqui em Madri. Por isso, as expectativas ainda são muito baixas", disse Thiem após a vitória por 6/1 e 6/3 sobre Giron, 91º do ranking, em apenas 57 minutos de partida. "Uma vitória como a de hoje já é um grande resultado, porque tenho a chance de jogar outra partida em um nível mais alto e isso vai me ajudar novamente para as próximas semanas. Mas aqui as expectativas são extremamente baixas e espero aumentá-las de torneio em torneio"

"Eu não tinha certeza de como iria reagir. Meu jogo estava fluindo bem nos últimos dias de treino, mas eu estava sempre treinando nas quadras externas, que são mais rápidas e menores", acrescenta o austríaco, que fez 20 winners contra apenas 7 de seu adversário, cometeu 14 erros não-forçados e não enfrentou break points. "Então não tinha certeza de como seria durante o jogo. Mas houve alguns momentos que tornaram a partida um pouco mais fácil depois de tanto tempo, especialmente as condições em Madrid, que são ótimas para mim".

Histórico favorável no saibro de Madri
Aos 27 anos, Thiem luta por um título inédito em Madri. Mas ele tem bom histórico no torneio, tendo disputado as finais de 2017 e 2018, além de ter vencido nomes como Roger Federer, Rafael Nadal e Stan Wawrinka nas quadras de saibro da capital espanhola. "Tenho ótimas ​​lembranças desta quadra. Aqui eu já joguei algumas das melhores partidas da minha carreira. Acho que é por isso que as coisas funcionaram tão bem hoje".

Austríaco justifica pausa por dois meses
Neste início de temporada, Thiem sofreu com algumas lesões, primeiro por dores e bolhas nos pés e depois por problemas no joelho esquerdo, que atrasaram seu retorno ao circuito. Fora das quadras, também revelou recentemente como o momento também não era bom mentalmente e que precisava de um tempo para se recuperar.

"Para o meu estilo de jogo, eu preciso de 100% de intensidade e 100% de energia. Não sou o cara que pode sacar demais durante uma partida ou que pode jogar com um pouco menos de intensidade e ainda assim vencer. Não sou esse tipo de jogador. Preciso de 100% em todos os aspectos do meu jogo", comenta o austríaco, que agora enfrenta o australiano Alex De Minaur.

"Simplesmente não conseguia colocar isso em quadra em Doha, Dubai e também no Australian Open. Por isso, era melhor fazer uma pausa. Se estiver pronto para jogar com alta intensidade e muita energia, provavelmente não vou precisar de tantas partidas para voltar ao meu melhor nível".

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG