Notícias | Dia a dia
Kerber e Svitolina terão grande jogo, Pliskova vence
21/04/2021 às 14h06

Kerber perdeu os últimos seis jogos que fez contra Svitolina no circuito

Foto: Porsche Tennis Grand Prix
por Mário Sérgio Cruz

Stuttgart (Alemanha) - A rodada desta quarta-feira pelo WTA 500 de Stuttgart começou com vitórias de duas ex-líderes do ranking, Angelique Kerber e Karolina Pliskova. Bicampeã do torneio e grande esperança da torcida alemã, Kerber precisou de apenas 1h12 para marcar um duplo 6/2 contra a lucky-loser georgiana Ekaterine Gorgodze. Nas oitavas, a veterana de 33 anos e atual 26ª do ranking desafia a ucraniana Elina Svitolina, número 5 do mundo.

"Acho que para uma primeira partida no saibro, não foi muito ruim. Eu estava tentando jogar como planejei e acho que foi uma boa estreia para mim. Não foi uma adversária fácil porque acho que ela jogou bem hoje. Então, acho que fiz uma partida muito sólida", disse Kerber, que fez o mesmo número de winners que a rival, 23, mas cometeu apenas 9 erros contra 24 da georgiana.

O histórico de confrontos entre Kerber e Svitolina é negativo para a alemã. A ucraniana lidera por 8 a 5 e vem de seis vitórias seguidas. "Vai ser mais uma partida difícil, mas acho que aqui neste torneio todas as rodadas são difíceis. Para mim, acho que vai ser um bom jogo. Tenho outra adversária difícil e sei que devo jogar meu melhor tênis", afirmou a alemã ao TenisBrasil, durante a entrevista coletiva desta quarta-feira.

+ Pliskova: 'Não mudo meu jeito de jogar no saibro'
+ Bicampeã, Kerber terá clima diferente em Stuttgart

"Eu sei como ela está jogando. Então eu sei o que esperar e acho que vou sair e tentar fazer outra boa partida. Vou tentar sair por aí e jogar um bom tênis contra ela", acrescenta a alemã, que não vence Svitolina pelo circuito desde 2016.

Já Svitolina, que entra diretamente na segunda rodada, também comentou sobre suas perspectivas para o duelo contra a ex-número 1. "Eu e a Kerber já jogamos muitas vezes. Jogamos aqui uma vez também, não por esse torneio, mas pela Fed Cup, e eu conheço muito bem o estilo de jogo dela, assim como ela conhece meu. Vai ser uma batalha muito boa".

Exigida, Pliskova sabe que precisa melhorar

A número 9 do mundo e campeã em 2018 Karolina Pliskova teve trabalho para superar outra lucky-loser, a alemã Tamara Korpatsch, 137ª do ranking. A tcheca precisou lutar por 2h18 para vencer por 7/5, 3/6 e 6/3. Após a partida, ela avaliou que o nível de tênis apresentado não foi o ideal.

"Em primeiro lugar, estou super feliz por ter vencido. Isso é o principal, mas tirando isso, eu não vi muitas coisas realmente boas. Talvez tenham tido alguns pontos positivos, mas não tive o melhor desempenho", disse Pliskova sobre a difícil estreia no torneio alemão.

"Acho que o estilo de jogo dela era um pouco complicado de enfrentar, com muitas bolas altas, enquanto ainda estamos nos adaptando ao saibro. Nos treinos, eu me senti bem, mas durante o jogo ainda é diferente. Então, eu tive algumas dificuldades nos ralis e cometi alguns erros em bolas fáceis. Mas muita coisa tem que melhorar até amanhã", comentou a tcheca.

A próxima rival de Pliskova é a letã Jelena Ostapenko, ex-top 5 e atual 52ª do ranking, que venceu a suíça Stefanie Voegele por 6/4 e 7/5. A tcheca e a letã já se enfrentaram seis vezes, com três vitórias para cada lado. 

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva