Notícias | Dia a dia
Wild consegue revanche e larga bem em Tallahassee
19/04/2021 às 17h16

Wild cedeu apenas quatro games na partida e escapou de 10 dos 12 break points que enfrentou

Foto: Arquivo

Tallahassee (EUA) - Principal cabeça de chave no challenger norte-americano de Tallahassee, Thiago Wild marcou uma tranquila vitória em sua partida de estreia. O número 2 do Brasil e 124 do mundo venceu o argentino Tomas Etcheverry, 232º colocado, por 6/3 e 6/1 em apenas 1h25 de partida nesta segunda-feira. Ele é o segundo brasileiro a avançar no torneio, juntando-se ao paulista Pedro Sakamoto.

O resultado serviu como uma revanche para Wild, que já havia perdido para Etcheverry duas vezes neste início de temporada. Nas oitavas, o jovem paranaense de 21 anos enfrenta o vencedor do duelo norte-americano entre Jenson Brooksby e Martin Damm.

Na atual temporada, Thiago Wild tem cinco vitórias em chaves principais de challenger e também venceu outros quatro jogos em qualificatórios de torneios da ATP, com destaque para o Masters 1000 de Miami, onde ele furou um quali com duas rodadas e disputou a chave principal de um torneio deste porte pela primeira vez na carreira.

Wild escapou de 10 break points na partida e cedeu só quatro games 

Wild já começou a partida em vantagem, quebrando o serviço de seu adversário para logo abrir 3/0. Em seus três primeiros games de saque, o paranaense cedeu apenas três pontos. Na sequência, voltou a quebrar em um game muito longo para abrir 5/1. Etcheverry até devolveu uma das quebras no fim do primeiro set, mas a vantagem construída por Wild era suficientemente confortável.

O segundo set começou com uma sequência de três quebras seguidas e Wild passou a ser o saque ameaçado constantemente. Ele colocou apenas 59% de primeiros serviços em quadra e fez apenas 3 pontos nos 13 disputados com seu segundo saque. Com isso, acabou enfrentando 10 break points, mas escapou de nove deles e teve bom desempenho nas devoluções para conseguir quatro novas quebras e vencer o jogo.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva