Notícias | Dia a dia
Svitolina é muito exigida, mas define o confronto
17/04/2021 às 11h38

Svitolina precisou de 2h19 para superar a japonesa Yuki Naito, apenas 172ª do ranking

Foto: Yevhenii Perestenko

Chornomorsk (Ucrânia) - Apesar do amplo favoritismo neste sábado, a número 5 do mundo teve trabalho no jogo que definiu a vitória da Ucrânia sobre o Japão nos playoffs da Copa Billie Jean King. Única top 10 jogando neste final de semana, Svitolina precisou lutar por 2h19 para vencer a japonesa Yuki Naito, apenas 172ª do ranking, por 6/2, 4/6 e 7/6 (7-3).

Como a própria Svitolina e sua compatriota de 18 anos Marta Kostyuk, 84ª do ranking, também venceram na última sexta-feira, as ucranianas definiram o confronto disputado em quadra de saibro na cidade de Chornomorsk. Com a série já definida, as irmãs Lyudmyla e Nadiia Kichenok completaram a varrida após vencerem Shiho Akita e Himari Sato por 6/2 e 7/6 (7-2).

A partida entre Svitolina e Naito teve um total de 15 quebras de serviço, sendo oito para a ucraniana e sete para a japonesa. Apesar de a número 5 do mundo passar por altos e baixos no set inicial, ela conseguiu quebrar quatro vezes o serviço da rival. No segundo set, Naito só quebrou uma vez, logo no game de abertura. A japonesa chegou a liderar o último set por 4/2 e também sacou para o jogo quando vencia por 6/5, mas não conseguiu fechar e Svitolina definiu a disputa no tiebreak.

A Ucrânia está classificada para o qualificatório mundial, que será disputado no início de 2022, valendo vaga para a fase final do torneio do ano que vem. Já o Japão volta ao Zonal Asiático. A equipe japonesa foi bastante desfalcada para o confronto, sem poder contar com a número 2 do mundo Naomi Osaka e nem com as top 100 Nao Hibino e Misaki Doi, e nem mesmo com a ex-top 40 Kurumi Nara.

Canadá e Letônia também fecham suas séries
Outras duas seleções definiram vitórias por 3 a 0, o Canadá e a Letônia. As canadenses jogaram contra a sérvia fora de casa e contaram com a jovem de 18 anos e 72ª do ranking Leylah Fernandez para fechar a série. Ela derrotou a 87ª colocada Nina Stojanovic por 3/6, 6/3 e 6/4. Já a equipe letã jogou em casa contra a Índia e fechou a série após a vitória da experiente Anastasija Sevastova. A veterana de 31 anos e 47ª do ranking derrotou a 174ª colocada Ankita Raina por 6/0 e 7/6 (7-4).

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva