Notícias | Dia a dia
Jovem suíço diz que Federer é exemplo a ser seguido
16/04/2021 às 09h01

Lugano (Suíça) - Campeão juvenil de Roland Garros no ano passado em simples e duplas, o jovem suíço Dominic Stricker vai dando com firmeza seus primeiros passos no circuito. O tenista de 18 anos, que venceu recentemente o seu primeiro challenger, não poderia ter outro modelo a seguir que não o compatriota Roger Federer.

Os dois treinaram juntos durante a pré-temporada, e Stricker destacou a oportunidade como algo muito importante. “Passar três semanas treinando com ele foi um grande diferencial. Ele me deu muitos conselhos antes e depois de cada treino e também conversamos um pouco”, afirmou o jovem suíço em entrevista ao site Watson.

“Roger me convidou para fazer uma viagem pelo deserto. A verdade é que ele é o exemplo perfeito a seguir. Não só na quadra, mas também fora. É incrível ver como se comporta a cada treino e a forma como encara a vida”, complementou o campeão do challenger Lugano três semanas atrás, batendo o ucraniano Vitaliy Sachko na final.

O atual 425 do mundo sabe que tem muita coisa pela frente, mas acredita estar seguindo na rota certa. “Um trabalho bem feito está começando a dar frutos e me senti muito confiante naquela semana. Ainda tenho que melhorar em tudo, principalmente no serviço, que é onde invisto mais tempo e esforço”, afirmou o tenista de Münsingen.

Stricker sabe que não será fácil ser considerado o sucessor suíço de Federer e de Stan Wawrinka no circuito, mas garante não se amedrontar com a situação. “As comparações não me pressionam, mas me motivam muito”, falou o canhoto de 18 anos, que além de se inspirar nos compatriotas, também tem como modelo outro ícone do tênis mundial: o espanhol Rafael Nadal.

“É uma grande vantagem ser canhoto no tênis de hoje, é por isso que costumava assistir a muitas partidas de Rafa, tentando aprender como ele maximiza isso. Acho que há movimentos dele que eu deveria tentar fazer meus”, contou o promissor suíço.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva