Notícias | Dia a dia
Evans diz ainda não acreditar que bateu o número 1
15/04/2021 às 14h45

Monte Carlo (Mônaco) - Responsável pela maior surpresa até então do Masters 1000 de Monte Carlo, derrotando o sérvio Novak Djokovic nesta quinta-feira pelas oitavas de final do torneio, o britânico Daniel Evans se mostrou ainda um pouco incrédulo com sua vitória para cima do número 1 do mundo em sets diretos, com parciais de 6/4 e 7/5.

“Ainda não caiu a ficha. Não consigo acreditar que a última bola passou por cima da rede, quase não passou. Fiquei satisfeito com a forma como estava jogando ao entrar na partida. Estava me sentindo muito bem, mas sabia que nunca se pode estar confiante demais em uma partida tão importante como aquela contra Novak”, afirmou o atual 33 do mundo.

“Estou muito feliz com a forma como correu e será algo para saborear, talvez depois do torneio e também para dizer aos filhos e netos que você venceu o número 1 do mundo. Foi um jogo legal”, comentou o britânico de 30 anos, que chegou em Monte Carlo com apenas quatro vitórias sobre o saibro na carreira em nível ATP e agora está a uma de dobrar o número.

+ Evans surpreende e Djokovic perde a primeira no ano
+ Djokovic: 'Não quero desmerecê-lo, mas fui péssimo'

O tenista de Birmingham destacou a importância de manter o foco. “O mais importante é que você tem que acreditar que pode vencer. Posso continuar dizendo isso, mas você realmente tem que acreditar. Claro, duvidei de mim mesmo na partida. Sacar não é fácil. Você tem todos os tipos de coisas passando pela sua cabeça”, comentou Evans.

“É claramente uma grande vitória e estou muito contente por ter passado, especialmente depois de ter ficado uma quebra atrás (no segundo set) e ter enfrentado algumas dificuldades no primeiro set. Foi muito agradável e estou muito contente”, finalizou o britânico, que agora terá pela frente o belga David Goffin, contra quem tem um jogo e uma vitória.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva