Notícias | Dia a dia
Evans diz que está ansioso para tomar a vacina
15/04/2021 às 13h43

Monte Carlo (Mônaco) - Dan Evans, nº 1 britânico e que nesta quinta-feira eliminou Novak Djokovic em dois sets em Monte Carlo, disse que ficaria "de coração partido" se testasse positivo para a Covid-19 antes de Wimbledon, em junho. Ele está ansioso para ser vacinado o mais rápido possível. Os comentários de Evans foram feitos depois que o número 2 do mundo, Daniil Medvedev, testou positivo na segunda-feira e teve que desistir da competição.

Alguns dos melhores jogadores do Miami Open recentemente expressaram relutância em se vacinar, mas Evans, atualmente em 33º lugar no ranking mundial, não está entre eles. "Estou muito ansioso para ser vacinado, se puder", disse na terça-feira, depois de derrotar Dusan Lajovic, sua primeira vitória no saibro em quatro anos. "Seria de partir o coração se eu testasse positivo para Wimbledon."

Evans disse que testemunhou as comemorações em casa para marcar a reabertura dos negócios da Inglaterra após três meses de bloqueio, mas disse que "não vai se socializar tão cedo" para evitar ser infectado.

Os organizadores de Wimbledon, que foi cancelado no ano passado devido à pandemia, disseram que os jogadores deverão se hospedar em hotéis oficiais durante o torneio, como parte das medidas de segurança, mas um pouco de liberdade seria bem-vinda. "Não teria problemas se alguns dos jogadores de topo tivessem alguma margem de manobra, ex-campeões, que poderiam ficar numa casa", disse o jogador de 30 anos. "Eu acho que eles seriam muito responsáveis, não sairiam para jantar. Vai ser um Wimbledon diferente ... Eu realmente não sei o que esperar, mas ainda assim espero que eles façam um bom trabalho."

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva