Notícias | Dia a dia
Djokovic diz que é preciso aceitar adiamento de RG
12/04/2021 às 10h49

Monte Carlo (Mônaco) - O sérvio Novak Djokovc costumeiramente não tem problemas em se posicionar sobre assuntos controversos, mas desta vez ao comentar o adiamento de Roland Garros em uma semana, o número 1 do mundo foi bastante político e mostrou uma opinião ao abordar o tema.

“É complicado saber se esta decisão é boa ou não. Não estou na Federação Francesa de Tênis e tampouco no governo francês para saber o que acontece em Paris. Nós, como jogadores, temos que aceitar as decisões que tomam e esperar que o torneio aconteça com total normalidade”, afirmou o sérvio de 33 anos.

“Pelo que entendi, as principais razões são a maior flexibilização das restrições para que o público nas arquibancadas possa ser maior. Espero que isso aconteça”, observou Djokovic, que contrapôs a vantagem de poder contar com maior público com o problema que o Grand Slam francês trará para o calendário.

O sérvio destacou que a nova data de Roland Garros atrapalhará alguns eventos. “Essa mudança afeta muitos torneios, especialmente os de grama. Vamos ver como tudo vai acontecer”, comentou o líder do ranking.

Apesar de tudo, Djokovic lembra que a alteração de data em apenas uma semana será muito mais tranquila do que foi em 2020, quando o torneio mudou para o fim de setembro e o começo de outubro. “No ano passado também adiaram a competição e as condições foram muito diferentes, com o frio que faz em outubro. A mudança de apenas uma semana não deverá ser sentida”, finalizou.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva