Notícias | Dia a dia
Belgrado quer ser um ATP 500 e sonha com Federer
10/04/2021 às 09h55

Belgrado (Sérvia) - Responsável por comandar o ATP 250 de Belgrado, que volta ao calendário neste ano, o sérvio Djordje Djokovic, irmão do número 1 do mundo Novak Djokovic, falou sobre suas pretensões para o torneio em entrevista ao Wish & Go Podcast. Ele contou que gostaria de transformar o evento em um ATP 500 e também sonha em trazer o suíço Roger Federer.

“Temos grandes objetivos, um deles é nos tornarmos um torneio da série ATP 500. É verdade que Barcelona acontece na mesma semana, mas não seria a primeira vez que se realizariam dois 500 juntos”, falou Djordje, que tentou deixar o irmão com o mínimo possível de responsabilidades na organização do evento.

“Pedi a Novak que não se envolvesse com a organização, pois queremos tratá-lo como todos os outros jogadores. Quero que ele aproveite e se comporte como um jogador. Claro que ele esteve envolvido na obtenção da licença e está muito entusiasmado, mas acho que vou conseguir surpreendê-lo com algumas coisas que reservamos para os jogadores”, disse Djordje.

Ele explicou que a negociação pela data no calendário da ATP começou em outubro do ano passado, comprando a licença de Budapeste de Ion Tiriac. “Falamos com sua equipe e Tiriac se interessou, já que há muito tempo nossa família tem um bom relacionamento. Chegamos a um acordo em dezembro, então Belgrado obteve uma licença de cinco anos com a opção de compra”.

Além de querer crescer para um ATP 500, o torneio sérvio sonha em trazer Federer antes da aposentadoria. “Não convidamos Roger este ano por causa do orçamento, não podíamos gastar todo o nosso dinheiro em um jogador. Mas esperamos ver Federer em Belgrado nos próximos anos. Espero sinceramente que possamos recebê-lo pelo menos uma vez antes de parar”.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva