Notícias | Dia a dia
Sinner é moldado para seguir os grandes campeões
06/04/2021 às 10h57

Miami (EUA) - Jovem tenista de maior destaque no momento, Jannik Sinner não poderia estar mais no foco do circuito depois de um vice-campeonato no Masters 1000 de Miami. Com apenas 19 anos, o italiano vem sendo moldado para seguir os passos dos grandes campeões. Seu técnico, Riccardo Piatti, já trabalhou com estrelas como a russa Maria Sharapova, o sérvio Novak Djokovic, o croata Ivan Ljubicic, e o canadense Milos Raonic.

O treinador aproveitou o período em que trabalhou com Sinner e Sharapova para tentar mostrar o caminho para o jovem italiano. “Eu queria que Jannik entendesse a mentalidade de uma número 1 do mundo. Maria tinha suas prioridades. Quando estava em quadra, o foco era a disputa de cada ponto. Fora de quadra ela focava na parte física e em todo o trabalho que precisava fazer. Só depois de terminar tudo é que ia para a vida social”, disse Piatti para o site da ATP.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Jannik Sinner (@janniksin)

“Não sou eu que iria explicar para ele essas lições do circuito e sim pessoas como Nadal ou Maria. Ele precisava ver a mentalidade desses jogadores e Maria foi muito importante para mim e para ele”, acrescentou o treinador italiano, que também destacou o período que Sinner passou treinando com o espanhol Rafael Nadal na quarentena na Austrália, no começo deste ano.

Piatti lembra com carinho o dia que recebeu o convite de Carlo Moyá. “Claro que eu fiquei feliz, pois você precisa vivenciar esses caras. Eles são simples e muito focados no que estão fazendo e Jannik gosta disso, entende que Rafa é um pouco parecido com ele. A única diferença é que já venceu 20 títulos de Grand Slam. Uma pequena diferença”, brincou o treinador.

+ Fã de Federer, Sinner também se inspira em Nadal
+ Promessa italiana destaca treino com ídolo Federer
+ Sharapova desafina em vídeo natalino com Sinner

“Ele entendeu que ainda é jovem, mas se fizer tudo certo e continuar seguindo os passos desses grandes campeões pode alcançar seus sonhos. Acho que aqueles 14 dias foram perfeitos para Jannik, que conseguiu entender bem como funciona a cabeça de Rafa”, observou Piatti.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Jannik Sinner (@janniksin)

Sinner só focou no tênis aos 14 anos, quando se mudou para a academia de Piatti e largou de vez o esqui. “Foi um desafio para mim, pois só jogava tênis duas vezes por semana. Quando fui para lá, treinava todos os dias e em duas sessões. No começo foi bastante duro e tentava não gastar muita energia fora de quadra porque senão ficava ainda mais difícil”, contou o jovem tenista.

Vindo de uma família humilde, os pais de Sinner trabalham em um restaurante. Seu pai Johann é chef de cozinha e sua mãe Siglinde é garçonete.

“O que me chamou a atenção não foi o que fazia dentro de quadra. Ele tinha 14 anos quando o vi pela primeira vez, mas parecia ter a maturidade de alguém de 17, 18 ou 19 anos. Foquei então em trabalhar melhor seu jogo”, explicou o técnico do italiano, que acredita em uma constante evolução de seu pupilo, tal qual aconteceu com os grandes campeões.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Piatti Tennis Center (@piattitenniscenter)

“Quando Roger Federer venceu seu primeiro torneio em Milão, não era o mesmo que é agora. O mesmo vale para Djokovic e Rafa. Eles mudaram e melhoraram muito. Acho que Jannik tem potencial para isso”, comentou Piatti.

Durante a paralisação de cinco meses no ano passado, por causa da pandemia do coronavíris, Piatti via com Sinner pelo menos dois jogos por semana e não escolheu as melhores partidas dos principais jogadores. “Não queria mostrar quando Novak estava jogando bem, mas sim quando estava jogando mal. Aquilo é que era importante para mim”, finalizou o treinador.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG