Notícias | Dia a dia
Hurkacz completa Masters brilhante e vira top 20
04/04/2021 às 15h54

Miami (EUA) - Com seis vitórias sobre cinco cabeças de chave, dois deles entre os top 10, o polonês Hubert Hurkacz completou seu torneio brilhante e levou o título do Masters 1000 de Miami neste domingo ao derrotar a sensação italiana Jannik Sinner, com o trabalhoso placar de 7/6 (7-4) e 6/4.

Além de embolsar US$ 300 mil, o jogador de 1,96m e 24 anos também arrancará do atual 37º posto do ranking para o 16º, o terceiro mais alto de um polonês na ATP, atrás de Wojtek Fibak (10º) e Jerzy Janowicz (14º).

Hurkacz representa a renovação do tênis de seu país do lado masculino, já que Iga Swiatek surpreendeu com a conquista de Roland Garros do ano passado. Janowicz até então era o único polonês a decidir um Masters, em Paris-2012.

Este é apenas o terceiro título de Hurkacz na carreira, mas ele se torna o único jogador em 2021 com dois troféus. Debutou com o troféu de Winston-Salem em 2019 e faturou Delray Beach, também na Flórida, em janeiro.

Sua campanha em Miami foi mais do que notável. Começou com vitória sobre Denis Kudla e daí em diante fez 'fila' de cabeças de chave, tirando os canadenses Denis Shapovalov e Milos Raonic, o grego Stefanos Tsitsipas e o russo Andrey Rublev, os dois últimos top 10 do ranking, e por fim Sinner. Quatro desses nomes são considerados 'nova geração'.

Primeiro set cheio de alternâncias
O primeiro set teve grandes momentos dos dois lados e várias trocas pesadas de tirar o fôlego, mas claramente havia tensão em quadra para ambos. Hurkacz começou bem melhor e chegou a fazer 3/0, mas assim que Sinner conteve os nervos suas bolas de ataque funcionaram melhor e ele chegou ao empate.

O vento novamente atrapalhou. Empurrou algumas bolas para longe das linhas ou deixou certos golpes curtos demais, exigindo adaptações constantes. Sinner evitou uma nova quebra no oitavo game e teve a grande chance ao tirar o serviço num momento de baixa do polonês. Mas, com 6/5 para fechar o set, o italiano errou tudo e não ganhou ponto. A decisão foi ao tiebreak e aí Hurkacz se mostrou muito mais sólido, jamais recuou da linha de base e encarou com firmeza as trocas.

O resultado refletiu imediatamente na confiança de Sinner, que perdeu de vez a precisão e viu Hurkacz esbanjar golpes dos mais variados, incluindo perfeitos avanços à rede. Com ampla autoridade, o polonês abriu 4/0 e só então baixou a intensidade e permitiu reação ao adversário.  Sinner ganhou três games seguidos e ainda apertou o serviço seguinte de Hurkacz, que escapou com um voleio de reflexo e um grande saque. Por fim, mesmo com toda a tensão do momento, o polonês foi muito firme e liquidou o duelo de amigos após 1h43.

Na final de Masters de mais baixa soma de idades desde 2009, Sinner tentava se tornar o mais jovem campeão desse quilate desde 1990 e segundo italiano com um troféu de Masters, repetindo Fabio Fognini. De qualquer forma, aparecerá nesta segunda-feira como 23º do mundo.

Comentários
Loja - camisetas
Tennis Camp