Notícias | Dia a dia
Bia supera a principal favorita e chega às quartas
01/04/2021 às 16h42

Bia tenta alcançar sua segunda semifinal do ano

Foto: Omar Erre/Divulgação

Villa Maria (Argentina) - Depois de ter vencido um duelo de 3h na estreia do ITF W25 de Villa Maria, em quadras de saibro na Argentina, Beatriz Haddad Maia conseguiu um grande resultado nesta quinta-feira. Única entre as cinco brasileiras da chave a ter passado da primeira fase, Bia superou a paraguaia Veronica Cepede Royg, cabeça 1 do torneio e 180ª do ranking, por 6/4 e 7/5.

Bia está com 24 anos e ocupa atualmente o 342º lugar do ranking mundial, mas tem como melhor marca da carreira a 58ª posição, alcançada em setembro de 2017. Cepede Royg também já foi top 100. A paraguaia, hoje com 29 anos, esteve no 73º lugar do ranking há quatro temporadas.

"Estou feliz com o resultado, foi um jogo bem duro e competitivo o tempo todo. É sempre difícil jogar contra a Cepede Royg, nós já nos enfrentamos várias vezes. Ela joga muito no saibro, é o piso em que ela conseguiu seus melhores resultados", disse Bia, que conseguiu sua terceira vitória em sete confrontos diante da paraguaia.

"Hoje fiz meu trabalho bem feito, que é o que venho buscando com o Rafa [Paciaroni, seu treinador]. Estou muito motivada para entrar firme de novo em mais um jogo", complementou canhota paulista.

Neste início de 2021, Bia Haddad Maia já venceu 18 jogos e perdeu apenas cinco, considerando todos os níveis de competição, incluindo qualificatórios. Ela busca sua segunda semifinal do ano, repetindo o que fez no piso duro de Newport Beach. Para isso, precisa vencer a russa Amina Anshba, jovem de 21 anos e 335ª do ranking.

Brasileiras eliminadas nas duplas
Quatro brasileiras estiveram na chave de duplas, mas nenhuma conseguiu passar da primeira fase. A gaúcha Gabriela Cé e a paulista Carolina Meligeni Alves perderam para a venezuelana Andrea Gamiz e a argentina Guillermina Naya por 4/6, 6/2 e 12-10.

Ingrid Marins e a grega Despina Papamichail perderam para a também grega Valentini Grammatikopoulou e a holandesa Richel Hogenkamp por 6/3, 6/7 (1-7) e 10-5. Já Rebeca Pereira e a chilena Barbara Gatica sofreram 6/4 e 6/1 para a colombiana Yuliana Lizarazo e a italiana Aurora Zantedeschi.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva