Notícias | Dia a dia
Osaka oscila, mas confirma seu lugar nas quartas
29/03/2021 às 17h46

Osaka ainda tem chances de voltar à liderança do ranking após o torneio

Foto: Divulgação

Miami (EUA) - Depois de nem precisar entrar em quadra no último domingo pelo WTA 1000 de Miami, Naomi Osaka voltou a atuar nesta segunda-feira, três dias depois de sua estreia, e marcou uma importante vitória para chegar às quartas de final. A número 2 do mundo superou a belga Elise Mertens, 16ª colocada, por duplo 6/3 em 1h27 de partida.

Osaka pode reassumir a liderança do ranking após o torneio de Miami. Existem dois cenários para a japonesa voltar ao número 1: o primeiro envolve ela chegar à final com a australiana Ashleigh Barty perdendo antes da semi. Caso Barty seja semifinalista, a japonesa terá que ser campeã. Já com uma final para a australiana, Osaka não teria mais chance, mesmo em caso de título.

A próxima adversária de Osaka em Miami virá da partida entre a norte-americana Jessica Pegula e a grega Maria Sakkari. A japonesa de 23 anos tem três vitóras e uma derrota contra Sakkari, 25ª do ranking, e também venceu o único duelo anterior que fez contra Pegula, 33ª colocada.

Mertens sofreu com problemas físicos
Osaka teve um início de partida arrasador. Ela venceu 12 dos 15 primeiros pontos disputados no jogo para abrir 3/0. Pouco depois, conseguiu mais uma quebra e fez 5/1. Até então, a japonesa não havia enfrentado break points e só havia perdido três pontos no saque. Mertens, então, conseguiu devolver uma das quebras, com um jogo um pouco mais firme do fundo de quadra e contando com um aumento no número de erros de Osaka.

Quando perdia por 5/2, a belga salvou quatro set points e venceu um game muito longo em seu serviço. Na sequência, Osaka teve mais uma chance de sacar para fechar, escapou de uma nova quebra, e precisou de outros três set points até finalmente definir a parcial. A japonesa fez o dobro de winners, 14 a 7, e cometeu 18 erros não-forçados no set contra 13 de Mertens.

O equilíbrio da partida permanecia no início do segundo set, novamente com games muito longos. Osaka escapou de um break point e logo depois conseguiu uma quebra para fazer 2/1, mas Mertens logo devolveu a quebra e virou para 3/2. A belga, então precisou de um atendimento médico fora de quadra para tratar da musculatura do peitoral. Na volta, a japonesa confirmou o saque de zero, explorando o backhand da rival. Pouco depois, fez mais quatro pontos seguidos e quebrou o saque de Mertens. Não faltou luta para a belga, mas a limitação física tornou o jogo menos competitivo em sua reta final. Osaka liderou nos winners por 25 a 16 e cometeu 28 erros, um a mais que a rival.

Sabalenka vence e encara Barty
Outra cabeça de chave a avançar em Miami foi a bielorrussa Aryna Sabalenka, número 8 do mundo. Ela venceu a canhota tcheca Marketa Vondrousova por 6/1 e 6/2 em apenas 1h07 de partida. Reconhecida por seu jogo agressivo e com muita potência nos golpes, a jogadora de 22 anos anotou 28 winners contra apenas sete de Vondrousova e cometeu 26 erros não-forçados diante de 16 da rival. Ela agora enfrenta Barty e tem histórico positivo, com três vitórias e duas derrotas.

A experiente letã de 30 anos Anastasija Sevastova também avançou na competição. Ex-número 11 do mundo e atual 57ª colocada, ela a croata Ana Konjuh por 6/1 e 7/5 em 1h44. O resultado encerra a grande campanha de Konjuh, que ficou um ano e meio sem jogar, após quatro cirurgias no cotovelo. Convidada em Miami, a croata derrotou nomes importantes como Iga Swiatek e Madison Keys. Nas quartas, Sevastova desafia a número 5 do mundo Elina Svitolina, contra quem tem uma vitória e duas derrotas.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva