Notícias | Dia a dia
Pospisil briga com árbitro e ameaça processar a ATP
24/03/2021 às 21h38

Pospisil é ex-integrante do Conselho de Jogadores da ATP e um dos fundadores de uma associação paralela

Foto: Divulgação

Miami (EUA) - Ex-integrante do Conselho de Jogadores da ATP e um dos fundadores de uma associação de jogadores paralela, chamada PTPA, o canadense Vasek Pospisil levou para dentro de quadra as discussões que tem com os dirigentes fora dela. Em sua estreia no Masters 1000 de Miami nesta quarta-feira, o tenista foi duas vezes advertido por mau comportamento, discutiu com o árbitro francês Arnaud Gabbas, e ameaçou processar a ATP.

Pospisil, de 30 anos e 67º do ranking, enfrentava o norte-americano vindo do quali Mackenzie McDonald e recebeu sua primeira advertência por ter quebrado uma raquete quando perdia o primeiro set por 5/3. Pouco depois, foi punido com a perda de um ponto por uso de linguagem obscena em quadra. Naquele momento, o canadense estava com 15-40 no saque e a perda de um ponto acabou lhe custando o set.

O tenista, então, justificou o mau comportamento em quadra por uma discussão que teria tido com um dirigente da ATP durante uma reunião de jogadores na véspera. Apesar de não citar ninguém nominalmente, acredita-se que ele se refira ao italiano Andrea Gaudenzi, presidente da entidade. "Ontem, na reunião dos jogadores, o líder da ATP ficou gritando durante uma hora e meia porque eu estava tentando unir os jogadores. Tem que tirar esse cara daqui".

"Mas o que eu posso fazer quanto a isso?", indagou Gabbas. "Se você tem alguma coisa a dizer a ele, tem que ser fora da quadra". Pospisil continuou a discussão, mesmo sabendo que isso poderia acarretar novas punições, como a perda de um game e ou até uma expulsão da partida. "Por que eu tenho que continuar apoiando esse negócio? Se você me desclassificar, eu vou processar essa organização inteira".

O jogo continuou e Pospisil conseguiu vencer o segundo set por 6/4. Mas McDonald, bem mais focado do jogo, retomou o controle das ações na reta final da partida. O norte-americano escapou de um break point em um game longo no início do terceiro set e conseguiu a quebra logo na sequência para abrir 4/2 e não ter mais o saque ameaçado. Ele venceu por 6/3, 4/6 e 6/3 enfrentará o compatriota John Isner na segunda rodada do torneio.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva