Notícias | Dia a dia
Melo e Soares ficam em lados opostos da chave
22/03/2021 às 20h14

Soares e Murray fazem bom início de temporada, com nove vitórias e duas derrotas

Foto: Arquivo

Miami (EUA) - Os dois brasileiros que estão na disputa de duplas do Masters 1000 de Miami conheceram nesta segunda-feira seus primeiros adversários no torneio. Os mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares, ao lado de seus respectivos parceiros estrangeiros, estão em lados opostos da chave e só podem se enfrentar na final.

Soares e o britânico Jamie Murray são os cabeças 5 do torneio e estreiam contra o neozelandês Marcus Daniell e o austríaco Philipp Oswald. Em caso de vitória, eles podem enfrentar nas oitavas os norte-americanos Nicholas Monroe e Frances Tiafoe ou os britânicos Daniel Evans e Neal Skupski. No mesmo quadrante estão os colombianos Robert Farah e Juan Sebastian Cabal, principais cabeças de chave do torneio.

Veterano de 39 anos e quarto colocado no ranking mundial de duplas, Bruno Soares faz sua 12ª participação no Masters 1000 de Miami. Seu melhor resultado foi uma semifinal em 2016, ao lado de Marcelo Melo. Já na atual temporada, ele e Murray acumulam nove vitórias e apenas duas derrotas no circuito.

Melo já foi campeão do torneio
Por sua vez, Marcelo Melo atua ao lado do holandês Jean-Julien Rojer. A estreia será contra o sérvio Miomir Kecmanovic e o paquistanês Aisam-Ul-Haq Qureshi. Em caso de vitória, eles podem enfrentar os franceses Nicolas Mahut e Pierre-Hugues Herbert (cabeças 8 do torneio) ou a parceria do indiano Rohan Bopanna com o francês Benoit Paire. No quadrante também estão os croatas Nikola Mektic e Mate Pavic, cabeças 2 do torneio.

Ex-líder do ranking, Melo é o atual 16º colocado e está com 37 anos. Ele já foi campeão em Miami na temporada de 2017, quando seu parceiro ainda era o polonês Lukasz Kubot. Também com Kubot, foi semifinalista em 2019, além da já citada semifinal ao lado de Soares há cinco anos. O torneio está de volta ao calendário do circuito depois de a edição passada ser cancelada em razão da pandemia da Covid-19.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva