Notícias | Dia a dia
Zverev faz melhor jogo da semana e fatura Acapulco
21/03/2021 às 03h27

Acapulco (México) - O alemão Alexander Zverev elevou o nível quando precisou para conquistar o título do ATP 500 de Acapulco. Na final deste sábado contra o grego Stefanos Tsitsipas, ele fez sua melhor partida da semana e triunfou em sets diretos, com o placar final de 6/4 e 7/6 (7-3), depois de 2h17 de batalha.

Com retrospecto bastante positivo, com cinco vitórias e apenas uma derrota contra Zverev, o grego avisou antes do embate saber que isso de nada valeria na decisão. E foi o que aconteceu, com o alemão encerrando uma série de cinco derrotas para Tsitsipas e assim levantando o 14º título da carreira.

Zverev vai levar para casa uma premiação de US$ 88.940 e mais 500 pontos, que o farão ficar mais próximo de Roger Federer na briga pela sexta colocação. Logo à frente no ranking está o vice-campeão Tsitsipas, que aumenta um pouquinho a vantagem para o suíço, mas ainda segue distante do número 4 Dominic Thiem. O grego recebe uma premiação de US$ 65.760.

Apesar da firme e merecida vitória, Zverev mostrou bastante deficiência nos segundos serviços e sofreu toda vez que precisou trabalhar com eles, faturando apenas 38% dos pontos. E o aproveitamento só não foi pior porque do outro lado Tsitsipas não agrediu tanto quando podia, já que muitas vezes o saque vinha quase 100 km/h mais lento que o primeiro.

O jogo começou com superioridade do grego, que entrou mais ligado e aproveitou o momento para vencer os três primeiros games. Tsitsipas por pouco não ampliou a vantagem para 5/1 e saque, mas desperdiçou três break-points no sexto game. Após se salvar do enorme aperto, Zverev cresceu e a partida mudou de mãos. O alemão venceu os quatro games seguintes e fechou o primeiro set.

Na segunda parcial o equilíbrio prevaleceu, com Zverev firme da linha de base e Tsitsipas não conseguindo movimentar tanto o rival. O grego salvou dois breaks no terceiro game e no nono perdeu o saque. Mas quando tudo indicava que o germânico fecharia a partida, ele foi quebrado ao sacar para o jogo, deixando escapar um match-point.

A definição foi então para o tiebreak, passando antes por um 11º game muito disputado, o mais logo do confronto, no qual Tsitsipas salvou seis break-points. O grego ainda teve um set-point no 12º, no saque de Zverev, mas também não aproveitou a chance. No desempate, Zverev fez valer o melhor desempenho na final e selou a vitória.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva