Notícias | Dia a dia
Kuznetsova e Kasatkina garantem semis 100% russas
19/03/2021 às 16h11

Kuznetsova, de 35 anos, é a atual 39ª do ranking e não vence um torneio desde 2018

Foto: Formula TX

São Petersburgo (Rússia) - Depois de sete jogadoras russas chegarem às quartas de final do WTA 500 de São Petersburgo, a definição das semifinalistas ratificou o amplo domínio das jogadoras da casa. A vitória da experiente Svetlana Kuznetsova sobre a romena vinda do quali Jaqueline Cristian, 160ª colocada, por 6/7 (5-7), 6/3 e 6/3 garantiu que a disputa do título fique restrita a quatro jogadoras da casa.

Leia mais: Zvonareva chega à semi e busca 1ª final em 10 anos

Kuznetsova, de 35 anos, é a atual 39ª do ranking. A veterana russa tem dois títulos de Grand Slam, o US Open de 2004 e Roland Garros em 2009, e já foi número 2 do mundo em 2007. Ela tem 18 títulos de WTA no currículo e já disputou 42 finais no circuito profissional. Sua conquista mais recente foi em Washington, na temporada de 2018. Já no ano seguinte, foi finalista em Cincinnati.

A adversária de Kuznetsova na semifinal será a jovem de 23 anos Daria Kasatkina, ex-top 10 e atual 61ª colocada. As duas russas jamais se enfrentaram anteriormente. O confronto acontece às 9h30 (de Brasília) deste sábado. Kasatkina tem três títulos no circuito, um deles no WTA 250 de Melbourne em fevereiro. Nesta sexta-feira, ela venceu a cabeça 2 local Veronika Kudermetova, 36ª do ranking, por 1/6, 6/1 e 6/2.

Em partida de altos e baixos nas quartas de final, Kasatkina havia feito apenas três winners no primeiro set, mas terminou o jogo com 14 bolas vencedoras e 20 erros não-forçados, contra 18 winners e 24 erros de Kudermetova. A ex-top 10 conseguiu quatro quebras de serviço e teve bom aproveitamento nos break points que enfrentou, já que foi ameaçada 15 vezes e sofreu apenas duas quebras.

Zvonareva e Gasparyan jogam às 8h
A outra semifinal acontece às 8h e envolve outras duas russas Vera Zvonareva e Margarita Gasparyan. Será o encontro entre duas jogadoras que lutaram contra as lesões e tentam recuperar o melhor nível. O único duelo anterior foi vencido por Zvonareva, justamente na edição passada do torneio de São Petersburgo, que acontece em quadras duras e cobertas.

Veterana de 36 anos, Zvonareva já foi número 2 do mundo em 2010 e tem 12 títulos no circuito, mas não disputa uma final desde 2011. Ela fez uma pausa na carreira por conta da maternidade em 2016, conseguiu voltar ao top 100, mas depois sofreu uma lesão no punho e ocupa atualmente o 145º lugar. Já Gasparyan está com 26 anos, já foi 41ª do ranking em 2016, mas ficou 15 meses afastada por conta de lesões e três cirurgias no joelho. A atual 126ª colocada também conseguiu retornar ao grupo das 100 melhores, mas caiu de novo por problemas físicos e aparece atualmente na 126ª posição.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva