Notícias | Dia a dia
Kasatkina vence e WTA 500 terá 7 russas nas quartas
18/03/2021 às 18h53

Kasatkina venceu um duelo de 2h49 contra Sasnovich nesta quinta-feira

Foto: Formula TX

* Atualizado às 18h50

São Petersburgo (Rússia) - A reta final do WTA 500 de São Petersburgo será de amplo domínio das jogadoras russas. Com as vitórias da ex-top 10 Daria Kasatkina e da convidada Margarita Gasparyan no início da rodada desta quinta-feira, somadas aos duelos caseiros do fim do dia e a outros três triunfos de jogadoras da casa da última quarta-feira, serão sete anfitriãs entre as oito classificadas para as quartas de final. O circuito não via um domínio parecido há 28 anos. 

Primeira a entrar em quadra, Gasparyan marcou um duplo 6/4 contra a tcheca Katerina Siniakova. A russa de 26 anos já foi 41ª do ranking em 2016 e aparece atualmente no 126º lugar. Ela já venceu dois torneios da WTA e desafia Ekaterina Alexandrova, principal cabeça de chave do torneio e número 34 do mundo. Elas se enfrentam logo às 7h (de Brasília) desta sexta-feira.

A vitória de Kasatkina foi ainda mais difícil. Cabeça 8 do torneio e número 61 do mundo, a jovem russa de 23 anos venceu a bielorrussa Aliaksandra Sasnovich por 5/7, 6/3 e 7/6 (7-2). A ex-número 10 do mundo tem três títulos no circuito, um deles no WTA 250 de Melbourne em fevereiro. Sua próxima rival é a segunda favorita Veronika Kudermetova, 36ª do ranking, que venceu convidada local Kamilla Rakhimova por 7/5, 3/6 e 7/6 (7-5). O confronto fecha a programação, a partir de 12h30.

Gasanova, vinda do quali, vence batalha de 3h
Outra russa a garantir vaga nas quartas de final foi a jovem de 21 anos e vinda do quali Anastasia Gasanova, 241ª do ranking, que venceu uma batalha de 3h08 contra a experiente Anastasia Pavlyuchenkova, cabeça 5 do torneio, por 1/6, 7/6 (10-8) e 7/6 (7-4). Ela volta a atuar por volta das 8h30 contra a veterana Vera Zvonareva, ex-número 2 do mundo e atual 145ª colocada aos 36 anos. Zvonareva, que fez uma pausa na carreira para se dedicar à maternidade, chegou a voltar ao top 100 em 2019, mas caiu de novo no ranking por causa de uma lesão no punho.

A única jogadora de fora da Rússia nas quartas é a romena vinda do quali Jaqueline Cristian, jovem de 22 anos e 160ª do ranking. Ela enfrenta a dona de dois Grand Slam Svetlana Kuznetsova, jogadora de 35 anos e 39ª colocada. A partida começa por volta das 10h.

Façanha não acontecia desde 1993 no circuito
A última vez que um torneio da WTA teve sete jogadoras do mesmo país nas quartas de final aconteceu em 1993, em Oakland, na Califórnia. Na ocasião, o domínio foi das norte-americanas, com o título de Martina Navratilova, vice de Zina Garrison, as semifinalistas Lindsay Davenport e Lori McNeil, além de Caroline Kuhlman, Ann Grossman e Mary Joe Fernandez nas quartas.

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio