Notícias | Dia a dia
Semifinais em Santiago terão quatro sul-americanos
12/03/2021 às 20h12

Principal nome do torneio, o chileno Cristian Garin já tem quatro títulos de ATP no saibro

Foto: Chile Open

Santiago (Chile) - A série de torneios sul-americanos no circuito da ATP segue excelente para os tenistas locais, que aproveitam os eventos no saibro para somar pontos importantes no ranking. Depois dos títulos dos argentinos Juan Manuel Cerundolo em Córdoba e de Diego Schwartzman em Buenos Aires, os quatro semifinalistas do ATP 250 de Santiago são sul-americanos.

Principal nome do torneio, o chileno Cristian Garin confirma sua condição de número 22 do mundo e venceu nesta sexta-feira o peruano vindo do quali Juan Pablo Varillas, 171º do ranking, por duplo 6/4. Garin, de 24 anos, já tem quatro títulos de ATP. Todos eles foram conquistados no saibro, com destaque para o Rio Open do ano passado, único ATP 500 que venceu na carreira.

O adversário do chileno na semifinal será o colombiano Daniel Galan, jogador de 24 anos e 121º colocado, em confronto inédito no circuito. Galan, que disputará sua segunda semifinal de ATP e busca uma final inédita, superou o espanhol Roberto Carballes Baena por 7/6 (10-8) e 6/3. O melhor ranking da carreira do colombiano foi o 115º lugar, alcançado em dezembro do ano passado.

Semifinal argentina neste sábado
Do outro lado da chave, os canhotos argentinos Facundo Bagnis e Federico Delbonis venceram seus jogos na capital chilena e vão se enfrentar por uma vaga na decisão. Bagnis, de 31 anos e 118º do ranking, venceu o sérvio Laslo Djere por 4/6, 6/3 e 6/3. Já Delbonis, de 30 anos e 86º colocado, acabou com a festa do jovem dinamarquês de 17 anos Holger Rune e eliminou o atual líder do ranking juvenil e 410º da ATP ao marcar um duplo 6/3.

Bagnis venceu os dois duelos anteriores que fez contra o rival em torneios da ATP, um deles na semana passada em Córdoba. Já nos torneios de nível challenger, a vantagem é de Delbonis por 4 a 1. Apesar de ser um pouco mais velho, Bagnis ainda busca sua primeira final na elite do circuito e nunca passou do 55º lugar do ranking, enquanto Delbonis já foi 33º do mundo em 2016, com dois títulos e dois vices na carreira.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva