Notícias | Dia a dia
Medvedev destaca tática agressiva contra Sinner
12/03/2021 às 19h25

Russo já havia enfrentado Sinner no ano passado e sabia que precisava mudar o jeito de jogar

Foto: Corinne Dubreuil

Marselha (França) - Principal nome do ATP 250 de Marselha e semifinalista do torneio francês em quadras duras e cobertas, Daniil Medvedev destacou a estratégia agressiva que utilizou no duelo contra o italiano de 19 anos Jannik Sinner, 34º do ranking. Na opinião do russo de 25 anos e número 3 do mundo, foi necessário partir para a definição dos pontos e utilizar bolas mais profundas para evitar que o rival ficasse em situação confortável na partida. Eles já haviam se enfrentado no ano passado, justamente em Marselha, com vitória do russo de virada.

"Jannik sempre tenta bater na bola o mais forte que pode. Então, você não pode dar bolas fáceis para ele, caso contrário, vai precisar correr para todo lado e ele provavelmente vai acertar um winner no final do ponto. Eu precisava tirar um tempo dele, precisei ser agressivo e funcionou muito bem hoje", disse Medvedev após a tranquila vitória por 6/2 e 6/4 contra Sinner em 1h15 de partida.

"Foi um jogo mais fácil que o do ano passado. Acho que joguei em alto nível. Estive no controle da partida o tempo todo, ele teve apenas um break point. Jannik é um jogador incrível, então estou feliz por vencê-lo de forma mais tranquila desta vez", acrescentou o russo, ao comparar a partida desta sexta-feira com o duelo da última temporada.

"É a minha primeira vez aqui nas semifinais em Marselha, mesmo que seja a minha quarta vez jogando aqui e a terceira na chave principal. Estou muito feliz com isso e espero ir mais longe", complementou o atual terceiro do ranking, que enfrenta o experiente australiano de 33 anos Matthew Ebden na semifinal deste sábado em Marselha.

Ter uma chave forte é importante para o russo
Vindo de vitória na estreia contra o bielorrusso Egor Gerasimov, 76º do ranking, Medvedev acredita que chega com bom ritmo para a reta final do torneio. "Eu certamente poderia ter uma chave mais fácil, em vez de estrear contra o Egor [Gerasimov], que é sempre um bom jogador em quadras duras e cobertas, e depois enfrentar o Jannik nas quartas. Mas também é bom jogar contra esses para ver se você está realmente pronto para ganhar o torneio ou não".

O russo também garante que a eliminação na estreia em Roterdã já faz parte do passado e intensificou a rotina de treinos. "Não tive o resultado que eu esperava lá. Eu tirei alguns dias de folga depois da final do Australian Open, e antes de jogar em Roterdã. Então, depois do torneio, eu já estava treinando todos os dias, porque não precisava mais descansar. Sinto que fiz um bom trabalho nas quadras de treino, fisicamente e em termos de tênis também. Sei que posso jogar bem em quadra coberta. Foi um jogo muito bom hoje, por isso estou ansioso para amanhã".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva