Notícias | Dia a dia
Muguruza oscila, mas se garante na 3ª final do ano
12/03/2021 às 13h22

Muguruza tem sete títulos no circuito e busca a primeira conquista no ano

Foto: DDF Tennis/Site Oficial

Dubai (Emirados Árabes) - Mesmo passando por alguns altos e baixos nesta sexta-feira, Garbiñe Muguruza garantiu seu lugar na final do WTA 1000 de Dubai. A ex-número 1 do mundo e atual 16ª colocada precisou de 2h07 para superar a belga Elise Mertens, 18ª do ranking, por 6/4 e 7/6 (7-5). Com isso, a espanhola marcou sua 17ª vitória em 21 jogos em 2021 e vai disputar sua terceira final no ano.

Na temporada, Muguruza já tem vice-campeonatos no Yarra Valley Classic, um dos WTA 500 disputados no Melbourne Park antes do Australian Open, e também do WTA 500 de Doha na última semana. A jogadora de 27 anos e dona de dois Grand Slam tem sete títulos no circuito mundial e disputará sua 15ª final da carreira.

A adversária de Muguruza na final deste sábado ao meio-dia (de Brasília) virá do confronto entre duas surpresas do torneio, a tcheca Barbora Krejcikova (63ª do ranking) e a suíça Jil Teichmann (54ª colocada). Ambas seriam adversárias inéditas na carreira da espanhola. Krejcikova, de 25 anos e ex-número 1 de duplas, busca seu primeiro título individual, enquanto a canhota Teichmann está com 23 anos e já venceu dois torneios no saibro.

Muguruza precisou de sete match points para fechar
Durante a semifinal de altos e baixos com Mertens nesta sexta-feira, Muguruza liderou a estatística de winners por 36 a 11 e cometeu 40 erros não-forçados contra 27 da belga. A espanhola precisou de sete match points para fechar o jogo e conseguiu cinco quebras em 13 oportunidades criadas, enquanto Mertens teve dez break points e quebrou quatro vezes.

Logo no game de abertura, Mertens conseguiu uma quebra de serviço, mas a vantagem durou pouco e Muguruza venceu quatro games seguidos. A espanhola vinha enfrentando algumas dificuldades para confirmar o saque, encarando muitos games longos, e foi quebrada quando vencia por 5/3 e tinha a oportunidade de fechar o set, mas não permitiu o empate à belga, já que encaixou uma série de boas devoluções no game seguinte, inclusive no set point.

O segundo set começou com mais games longos e oportunidades para os dois lados. Muguruza era quem colocava mais pressão sobre o saque de Mertens e conseguiu uma quebra no oitavo game ao vencer quatro pontos seguidos com muita paciência na construção dos golpes do fundo de quadra. Com 5/3 no placar, a espanhola parecia caminhar para uma vitória tranquila e chegou ao match point, mas Mertens jogou muito bem e conseguiu salvar antes de devolver a quebra.

O que se viu a partir de então foi a belga muito firme nas trocas de bola, sem dar pontos de graça, e a espanhola sendo cada vez agressiva na tentativa de fechar logo a partida. Muguruza teve mais três match points no saque de Mertens quando vencia por 5/4, mas cometeu três erros não-forçados com o backhand e cedeu o empate por 5/5. Logo depois, houve uma troca de quebras, em que a belga não aproveitou a chance de sacar para o set. Mertens abriu 3-1 no tiebreak, mas Muguruza venceu cinco pontos seguidos. A espanhola perderia outros dois match points antes de finalmente definir a partida.

Mesmo se for campeã, espanhola não volta ao top 10
Apesar de ser um WTA 1000, o torneio de Dubai oferece apenas 900 no ranking para a campeã, já que a participação no evento não é obrigatória para as principais jogadoras. Naomi Osaka e Serena Williams, por exemplo, não se inscreveram para o torneio. A campanha até a final rende 585 pontos a Muguruza, que tem 100 a descartar das quartas de final do ano passado. Ela está ganhando três posições e não passa do 13º lugar do ranking mesmo se for campeã.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva