Notícias | Dia a dia
Na luta para voltar, Del Potro sonha com Olimpíadas
11/03/2021 às 12h33

Buenos Aires (Argentina) - Na última quarta-feira, depois de um tempo sem contato com a mídia, o argentino Juan Martin del Potro apareceu publicamente para receber a premiação Konex, que ganhou como melhor tenista argentino da última década. Ainda lutando para retornar ao circuito, ele diz que os Jogos Olímpicos de Tóquio servem como motivação extra.

“Estou feliz por receber este prêmio, que é um reconhecimento à minha carreira, um mimo para a alma. Recentemente perdi meu pai, então estou tentando me recuperar e com a esperança de voltar a jogar tênis, mesmo que isso me custe. Meu joelho tem me dado muita dor de cabeça, mas ainda não estou pronto para encerrar a minha história. Sinto que tenho algo mais para dar dentro de mim então continuo tentando”, falou o argentino para o Olé.

Delpo tem amargado idas e vindas no circuito desde 2018 e não compete desde junho de 2019, quando esteve em ação no ATP 500 de Queen’s. “Tentei muitas alternativas de tratamentos: conservadoras, cirurgias, e eles ainda não conseguiram me ajudar a jogar de novo. Embora do lado emocional custe muito porque até dói assistir a jogos de tênis na TV, tento lidar com isso da melhor maneira possível”, contou o atual 169 do mundo.

+ Del Potro vem ao Brasil para tratar o joelho direito
+ Sonho olímpico mantém o otimismo de Del Potro
+ Delpo passa por terceira cirurgia no joelho direito

“Tenho meus altos e baixos, pois às vezes fico mais animado e às vezes fico meio para baixo, mas sinto algo interno em mim e continuo lutando, procurando alternativas e espero poder encontrar uma solução porque prefiro estar na quadra do que vendo pela TV”, complementou o argentino de 32 anos, que mostra otimismo em seu retorno neste ano, motivado principalmente em defender a medalha de prata conquistada nos Jogos do Rio.

“Acho que este é o meu ano. Os Jogos Olímpicos são uma motivação que tenho. Se não tivessem sido adiados para este ano, talvez eu não pudesse competir. Tenho isso como objetivo e por mais que o corpo não esteja em sua melhor forma, sinto vontade de encarar esse desafio e continuo tentando”, disse o argentino.

Campeão do US Open em 2009, ele acredita que ainda não é o momento de largar o tênis profissional. “Alguns me falam: 'pare de sofrer, o que você já fez é muito bom, aproveite'. Mas se eu conseguir reverter isso e voltar jogar seria um prêmio. Eu quero retornar por mim, por minha mãe e minha irmã e porque sinto que mereço esse prêmio que é entrar em quadra novamente”, finalizou Del Potro.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG