Notícias | Dia a dia
Evans acredita ter sua melhor chance contra Federer
09/03/2021 às 16h22

Doha (Qatar) - Derrotado nos três duelos anteriores que travou com Roger Federer, o britânico Daniel Evans acredita que terá sua melhor chance de enfim derrubar o ex-número 1 do mundo nesta quarta-feira às 12h (horário de Brasília), no duelo que marcará o retorno do suíço ao circuito depois de mais de um ano longe das quadras.

Evans garante estar bem melhor do que da última vez que se enfrentaram, no US Open de 2019. “Sinto estar mais confortável em quadra e desde então ele não jogou muito. Será um pouco diferente para Roger amanhã. Provavelmente será minha melhor chance de conseguir mostrar um bom tênis e assim incomodá-lo”.

“Vou sair, curtir e ver o que acontece. Não haverá drama se der errado amanhã. E se eu ganhar, será ótimo”, complementou o britânico, que foi o parceiro de treinos de Federer na reta final da preparação do suíço antes do retorno no ATP 250 de Doha.

+ Federer: 'Se volto é porque espero lutar para vencer'
+ Evans é campeão e Aliassime fica com 7º vice seguido

“Treinamos nas últimas duas semanas e acho que ele estava muito bem. Jogamos muitos sets, era competitivo, mas é tudo muito diferente quando você entra em quadra valendo. Vai ser à noite, então estará um pouco mais lento”, observou o britânico de 30 anos, que pode ver de perto o trabalho duro que Federer fez para retomar a carreira. “É óbvio dizer que ele trabalha muito”, disse.

O britânico contou que em alguns dias os treinos duravam três horas, mas em outros uma hora e meia. “Na verdade, foi como acontece com maioria dos jogadores de tênis. Claro que seu nível é muito mais alto do que a maioria, mas foi bom treinar com ele”, comentou o primeiro rival do suíço em Doha.

Evans inclusive brincou com o fato de ser o primeiro adversário de Federer na competição. “Ele viu muito do meu jogo nas últimas semanas, então acho que diria que vai ser entediante (para ele)”, disse o atual 28 do mundo, explicando que o foco dos treinos estava mais no jogo de Federer do que o que ele estava fazendo em quadra.

Ao analisar o tênis de seu próximo rival, Evans destacou a capacidade de Federer de variar o jogo. “Sua variação é grande, você nunca sabe ao certo que tipo de bola virá a seguir, são efeitos diferentes, ritmo diferente e isso te deixa em dúvida. Ele se move muito bem e acho que é o mais importante”.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG