Notícias | Dia a dia
Para Schwartzman, título em casa é sonho realizado
08/03/2021 às 20h16

Schwartzman se lembrou de quando frequentava o ATP de Buenos Aires apenas como espectador

Foto: Divulgação

Buenos Aires (Argentina) - Campeão do ATP 250 de Buenos Aires no último domingo, Diego Schwartzman acredita que a conquista em casa é um sonho realizado. O atual número 9 do mundo se lembrou de seu início no tênis, quando ia ao torneio para apenas assistir e se tornou apenas o quinto jogador argentino a ser campeão. Ele se junta a Guillermo Coria, Gaston Gaudio, Juan Monaco e David Nalbandian.

"Estou muito feliz. Foi uma semana incrível para mim. É a primeira vez que ganho um torneio em casa. Foi bom jogar na frente da minha família e amigos. Foi um sonho que se tornou realidade aqui em Buenos Aires", disse Schwartzman, depois de vencer uma final argentina contra Francisco Cerundolo por 6/1 e 6/2. Este foi o quarto título de ATP em sua carreira, o primeiro jogando em seu país natal.

“Este é o primeiro torneio que vim assistir na minha vida. Poder ser campeão aqui é como terminar uma corrida", acrescentou o jogador de 28 anos, que foi finalista do torneio em 2019. Ele também havia sido vice-campeão em Córdoba no ano passado.

"As finais são um campeonato a parte dentro de um torneio. Já tinha perdido finais em que poderia ter jogado melhor, e outras em que enfrentei os melhores do mundo, mas é difícil ganhar títulos. Hoje consegui finalmente conquistar um troféu em casa pela primeira vez", acrescentou o top 10 argentino.

Schwartzman também valorizou o vice-campeão do torneio. Francisco Cerundolo, de 22 anos, veio do quali em Buenos Aires e venceu sete jogos seguidos no torneio. Com isso, salta do 137º para o 112º lugar do ranking. Ele tentava repetir o feito de seu irmão mais novo, Juan Manuel Cerundolo, que conquistou o ATP de Córdoba com apenas 19 anos na semana passada.

"O Fran teve uma semana espetacular, desde que passou o quali. Tivemos muitas conversas. Foi com a família dele que eu comecei a brincar, treinando com seu pai Toto e sua mãe María Luz. Muitas coisas nos unem. Espero que ele e o irmão cheguem a muitas outras finais".

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio