Notícias | Dia a dia
Tauson vence sexta seguida e faz sua 1ª final aos 18
06/03/2021 às 15h04

Tauson ainda não perdeu sets no torneio e pode chegar ao top 100 se for campeã

Foto: Arquivo

Lyon (França) - Com mais uma ótima atuação neste sábado, a dinamarquesa Clara Tauson deu continuidade à sua semana impecável no WTA 250 de Lyon e chega à sua primeira final na elite do circuito com apenas 18 anos. Vinda do qualificiatório, Tauson marcou sua sexta vitória seguida e segue sem perder sets. Ela superou a espanhola Paula Badosa, cabeça 7 do torneio e 73ª do ranking, por 7/5 e 6/1 em 1h30 de partida.

Ex-líder do ranking mundial juvenil em 2019 e atual 139ª colocada na WTA, Tauson pode entrar no top 100 se for campeã do torneio. Ela já garantiu 180 pontos pelas quatro vitórias em simples e mais 18 por ter vencido seus dois jogos no quali. Com isso, já garante a subida para o 107º lugar. Com mais uma vitória, ganha mais 100 pontos e entra no grupo das cem melhores do mundo.

Com rápida evolução na carreira, Tauson já tem oito títulos no circuito profissional da Federação Internacional de Tênis (ITF), sendo dois deles só no início deste ano. A dinamarquesa também já venceu jogo de Grand Slam contra a norte-americana Jennifer Brady no saibro de Roland Garros no ano passado. Nesta semana em Lyon, conseguiu superar a russa Ekaterina Alexandrova, cabeça 1 do torneio e número 33 do mundo.

Semi teve polêmica com a arbitragem
A semifinal em Lyon começou equilibrada e com Badosa tendo o maior domínio das ações. Por duas vezes, a espanhola de 23 anos esteve com uma quebra de vantagem no placar, mas não conseguia sustentar a liderança. Com jogo agressivo do fundo de quadra e muita potência nos golpes, a dinamarquesa atacava bastante nas devoluções e conseguiu buscar o empate nas duas ocasiões. Depois de algumas oscilações no primeiro set, a jovem de 18 anos começou a sacar muito bem e correr menos riscos.

Quando Tauson vencia por 5/4 e tinha 15-30 no saque de Badosa, um erro da arbitragem quase mudou o rumo do jogo. A juíza de linha marcou corretamente um winner de devolução da dinamarquesa, que chegaria ao set point, mas o árbitro de cadeira equivocadamente alegou bola fora e aplicou um overrule, deixando Tauson incrédula em quadra. O torneio não conta com o desafio eletrônico.

Badosa confirmou o serviço para fazer 5/5, mas Tauson conseguiria uma nova quebra dois games mais tarde, fechando a parcial em seu sexto set point. A espanhola solicitou atendimento para a panturrilha esquerda no intervalo entre os sets e tornou-se presa fácil até o final do jogo, permitindo mais duas quebras à rival.

Golubic elimina Ferro na outra semi
A adversária de Tauson na final em Lyon será a suíça Viktorija Golubic, 130ª do ranking, que derrotou a francesa Fiona Ferro, cabeça 2 do torneio e 46ª do ranking, por 4/6, 6/0 e 7/6 (7-4). Golubic está com 28 anos e tem um título de WTA, conquistado no saibro de Gstaad em 2016. Ela e Tauson se enfrentaram recentemente na final de um ITF W25 em Fujairah, nos Emirados Árabes, disputado em janeiro, com vitória da dinamarquesa em três sets.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva