Notícias | Dia a dia
Kvitova avança e reencontra Muguruza na decisão
05/03/2021 às 14h05

Kvitova já venceu Muguruza em uma final de Doha no ano de 2018

Foto: Jimmie48/WTA

Doha (Qatar) - Na única semifinal desta sexta-feira pelo WTA 500 de Doha, Petra Kvitova levou a melhor sobre a norte-americana Jessica Pegula e garantiu vaga em mais uma final no Qatar. Campeã do torneio em 2018 e vice no ano passado, a tcheca marcou um duplo 6/4 em 1h18 de partida para avançar na competição.

Kvitova agora enfrenta a espanhola Garbiñe Muguruza, que nem precisou entrar em quadra, beneficiada pela desistência de Victoria Azarenka por lesão nas costas. A tcheca lidera o histórico de confrontos contra a espanhola por 4 a 1, inclusive na final de Doha em 2018.

Canhota de 30 anos e número 10 do mundo, Kvitova disputará a 38ª final da carreira e busca o 28º título. Sua conquista mais recente foi no saibro de Stuttgart em 2019. Já Muguruza, de 27 anos e 16ª do ranking, tem sete títulos no circuito e disputará sua 14ª final. A espanhola, que já foi número 1 do mundo, disputa sua segunda final no ano.

Tcheca disparou 26 winners e conseguiu seis quebras
Para superar a semi contra Pegula, Kvitova apostou mais uma vez em seu jogo agressivo. A canhota tcheca liderou a estatística de winners por 26 a 17 e comteu 26 erros não-forçados contra 28 da rival norte-americana. O jogo teve algus altos e baixos com dez quebras de serviço, seis para Kvitova e quatro para Pegula.

A tcheca começou o jogo pressionando nas devoluções e criou break points nos dois primeiros games de saque da adversária e conseguiu quebra para fazer 2/1, mas cedeu o empate logo no game seguinte. Houve mais uma troca de quebras no sétimo e oitavo games, para chegarem ao empate por 4/4, antes que Kvitova voltasse a quebrar.

Pegula começou o terceiro set vencendo por 3/0 e chegou a liderar por 4/2, mas Kvitova se recuperou em grande estilo e dominou as ações do fundo de quadra para vencer quatro games seguidos no fim do jogo.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva