Notícias | Dia a dia
Kokkinakis: 'Depressão é pior que qualquer lesão'
04/03/2021 às 15h30

Adelaide (Austrália) - O australiano Thanasi Kokkinakis teve sua carreira até então marcada por uma série de lesões. Seus primeiros problemas físicos começaram no fim de 2015, quando operou o ombro direito. No ano seguinte veio uma lesão no peitoral e em 2017 foi a vez do abdome. Contudo, ele garante que nenhum desses contratempos foi pior do que a depressão que teve que superar.

“Os piores momentos da doença foram entre o final de 2016 e grande parte de 2017. Depois, tive outras fases, como em 2019 quando tive uma recaída de uma lesão no músculo peitoral, mas quando estava mais deprimido foi em 2016”, contou o australiano de 24 anos e atual 238 do mundo em entrevista ao podcast Ordineroli Speaking.

“Não conseguia ver nada de positivo, a única coisa que fazia era me trancar no quarto sem conseguir parar de chorar sem motivo algum. Sentia uma angústia enorme com tudo e não conseguia nem sair para passear”, acrescentou Kokkinakis.

+ Enfim livre de lesões, Kokkinakis vence e se emociona

O australiano lembrou de uma passagem que aconteceu neste período de depressão. “Teve uma vez que entrei em uma lanchonete e, quando me senti observado e rodeado por pessoas, fiquei extremamente ansioso e pensei que tinha que sair de lá de qualquer maneira. Meu coração estava disparado e não conseguia controlar meus nervos. O pior é que era impossível ter pensamentos positivos sobre qualquer coisa naquele momento”, disse Kokkinakis.

“Não quero soar dramático porque estou bem. Com o tempo fui melhorando aos poucos, principalmente assim que tive forças para voltar a treinar. Mas o que quero deixar claro é que a depressão é uma doença real, que te consome por dentro e te impede de ver qualquer coisa positiva na sua vida”, complementou o tenista de Adelaide.

Kokkinakis inclusive espera poder usar sua imagem para tentar auxiliar aqueles que também sofrem com a depressão. “O sentimento é tão estranho e difícil de explicar que acho que só quem já encarou essa doença pode entender. Eu já passei por muita dor física com minhas lesões, mas a mental é muito pior e eu gostaria de ajudar o máximo possível de pessoas que passam pelo que passei”.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva