Notícias | Dia a dia
Agente de Federer explica ausência em Miami
02/03/2021 às 09h59

Miami (EUA) - Atual campeão do Masters 1000 de Miami, que foi disputado pela última vez em 2019, cancelado no ano passado por causa da pandemia do coronavírus, o suíço Roger Federer não irá defender sua conquista. Depois de a informação ser noticiada pela mídia suíça, seu agente Tony Godsick explicou os motivos pela ausência do destro da Basileia.

Em entrevista ao Miami Herald, o agente contou que Federer preferiu não competir no Miami Open para trabalhar especificamente no físico no restante do mês de março. Godsick inclusive colocou em dúvida a presença do suíço em Dubai, uma vez que ele não compete há mais de um ano e vai esperar ver como se sai em Doha para ver se jogará na semana seguinte.

Ainda de acordo com Godsick, o atual número 5 do mundo escolheu o ATP 250 de Doha para o retorno ao circuito por se tratar de um torneio menor e menos exigente, embora a lista esteja com bons nomes nesta edição. Além disso, a cidade fica a pouco mais de 600 quilômetros de sua casa em Dubai e ele pode até viajar de carro com a família se quiser.

Segundo ele, tudo foi definido com muito cuidado para que o retorno seja o mais tranquilo possível e assim evitar possíveis recaídas, indo o mais devagar possível e sem forçar nada logo de cara. “A lesão que sofreu foi muito grave e eles (Federer e a equipe) não querem correr riscos”, explicou o agente.

Godsick também indicou que o suíço deverá competir no saibro, mas afirmou que o principal objetivo é a temporada de grama em Halle e principalmente Wimbledon. Ele explicou que Federer não quer chegar nestes torneios sem ritmo, justamente por isso irá competir no saibro.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva