Notícias | Dia a dia
Principais favoritos, Bautista e Goffin fazem a final
27/02/2021 às 17h57

Montpellier (França) - A final do ATP 250 de Montpellier terá os dois principais favoritos ao título se enfrentando. O primeiro a carimbar seu passaporte rumo à decisão foi o belga David Goffin, cabeça de chave número 2, que abriu o sábado derrotando o bielorrusso Egor Gerasimov em duelo equilibrado, definido apenas no terceiro set, com placar de 6/4, 2/6 e 6/4, após 2h11.

“Comecei muito bem, com uma quebra logo cedo. Estava me sentindo bem durante os ralis e sacando bem. No segundo set, ele apenas manteve seu jogo e eu comecei a perder um pouco o ritmo, fiquei impaciente e acabei apressando meus golpes”, analisou o belga.

“No terceiro set, eu disse a mim mesmo: É o terceiro set de uma semifinal, você tem que lutar. Tente usar o saque, porque tem ido bem com ele desde o início. Fique aí e terá uma oportunidade'. Finalmente, eu tive uma chance e o quebrei no 3/3. Estou feliz por estar em uma final pela primeira vez aqui”, finalizou Goffin.

Cabeça de chave número 1, o espanhol Roberto Bautista teve bem menos trabalho para vencer, gastando apenas 1h14 pare derrubar o alemão Peter Gojowczyk em sets diretos, com parciais de 7/5 e 6/1. “Estou me sentindo muito bem. Gosto de jogar nas condições que temos aqui em Montpellier”, afirmou o atual número 13 do mundo.

“Tive um começo de ano difícil na Austrália, mas estou muito feliz por estar na final e tenho uma boa chance amanhã”, falou Bautista, que só venceu um jogo na ATP Cup e perdeu na estreia no Australian Open. Ele tentará conquistar na final de domingo seu décimo título, enquanto Goffin busca a quinta taça da carreira.

O belga e o espanhol já se enfrentaram seis vezes. Foram cinco os duelos pelo circuito ATP, com vantagem de Goffin, que venceu três e perdeu os outros dois. No único embate em challenger, nove anos atrás em Quimper, Bautista levou a melhor, assim como também leva a melhor nas partidas realizadas em piso duro (3 a 1).

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva