Notícias | Dia a dia
Boscardin faz semi e encara Leo Borg em Porto Alegre
26/02/2021 às 18h44

Boscardin tenta alcançar sua segunda final seguida no circuito juvenil

Foto: Luiz Cândido/CBT

Porto Alegre (RS) - Depois de iniciar a temporada com um vice-campeonato no Paraguai, Pedro Boscardin tem a chance de alcançar mais uma final no circuito juvenil da ITF. O catarinense de 18 anos garantiu vaga na semifinal do Brasil Juniors Cup, em Porto Alegre, depois de vencer o norte-americano Alexander Bernard por 6/4 e 6/2.

"Foi bastante difícil de jogar, estava ventando bastante, e ele é um canhoto que joga com bastante efeito, o que dificulta ainda mais para eu fazer o meu jogo. Mas eu consegui aumentar a minha energia e sair com a vitória", destaca Boscardin, que está em sua última temporada como juvenil e ocupa o nono lugar no ranking mundial da categoria.

O adversário de Boscardin na semifinal será o sueco Leo Borg, 43º do ranking e filho do ex-número 1 do mundo e dono de 11 títulos de Grand Slam Bjorn Borg. Eles já se enfrentaram uma vez no ano passado, com vitória brasileira na Costa Rica. "Eu joguei contra o Leo Borg no ano passado e sei que ele é um tenista que gosta de vir pra frente. Então, é deixar de lado o nome dele, não levar isso pra quadra, e dar o meu melhor".

Borg não foi para quadra nesta sexta-feira. Seu adversário das quartas, o ucraniano Viacheslav Bielinskyi, sofreu uma lesão no tornozelo e se ausentou da partida antes do início. A outra semifinal é entre o chinês Juncheng Shang (5º do mundo) e o norte-americano Bruno Kuzuhara (8º). Nos duelos das quartas, Shang venceu o norte-americano Jack Anthrop por 2/6, 6/3 e 6/4, enquanto Kuzuhara marcou 6/2 e 6/4 contra o equatoriano Alvaro Meza.

Nas semifinais femininas, a única sul-americana viva na chave é a argentina Solana Sierra, 52ª do ranking. Ela venceu a norte-americana Madison Sieg por 4/6, 6/4 e 6/2. Sua próxima rival é a húngara Natalia Szabanin, principal cabeça de chave do torneio e 14ª do ranking. A outra semifinal terá a russa de 16 anos Diana Shnaider, segunda favorita e 15ª do ranking, e a canhota francesa Oceane Babel, cabeça 4 do evento e 21ª colocada.

Brasileiros nos 14 e 16 anos
Nas categorias 16 e 14 anos, valendo pontos no ranking sul-americano da Cosat, o Brasil também colhe bons resultados. Na 16 anos, a final da chave masculina será entre os brasileiros Matheus de Lima e Paulo Etchecoin. Entre as garotas, duas estrangeiras lutam pelo título: a chilena Martina Pavissich e a peruana Daniela Rubio.

Outro destaque nacional é a jovem Victoria Barros, de apenas 11 anos, que está na final da categoria 14 anos. Ela enfrenta na decisão a argentina Sara Conde. Entre os meninos a decisão será Darwin Blanch, dos Estados Unidos, contra Francisco Castro, do Equador.

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio