Notícias | Dia a dia
Toni Nadal: 'Mental de Medvedev sucumbiu na final'
25/02/2021 às 09h47

Madri (Espanha) - Em sua tradicional coluna no jornal El País, o treinador Toni Nadal analisou a final masculina da última edição do Australian Open, vencida pelo sérvio Novak Djokovic em sets diretos. Ele lamentou o nível de competitividade na partida e criticou a falta de força mental do russo Daniil Medvedev, que sucumbiu ao número 1 do mundo sem impor grande resistência.

“O que a priori se imaginava como uma final divertida, difícil e competitiva de Grand Slam entre Novak Djokovic e Daniil Medvedev foi, na verdade, um confronto pouco disputado e de baixo brilho no qual o sérvio foi claramente superior”, avaliou o tio e ex-treinador de Rafael Nadal, que colocou o lado mental acima de qualquer análise profunda de dados e estatísticas.

“A tecnologia, por mais avançada que seja, não mede emoções ou resistência mental. Eu imagino que Medvedev deve ter notado quão pouca resistência ele exibiu. Tenho certeza de que Daniil saiu para a Rod Laver Arena com todas as informações sobre Novak bem analisadas, mas não conseguiu manter o equilíbrio”, comentou Toni.

Para o técnico espanhol, Medvedev não superou a frustração de entregar o primeiro set e não se manteve lutando nos momentos difíceis. “Me surpreende que, às vezes, atletas deste nível tenham tão pouca capacidade de enfrentar a dificuldade. Imagino que, terminada a partida, o russo tenha percebido a oportunidade perdida e a pouca resistência exibida”.

“Um dia antes da final, ele disse que a pressão era maior para Djokovic, que não pode perder a chance de conquistar títulos se quiser enfrentar Roger e Rafael. Mas o resultado mostrou que a pressão era muito maior para ele. A diferença entre vencer um primeiro Grand Slam ou perder uma nova oportunidade tem um peso avassalador, não importa quão jovem seja. E foi isso que ele acusou”, finalizou o treinador.

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio