Notícias | Dia a dia
Após queda, Barty destaca jogo tático de Collins
24/02/2021 às 16h32

Barty terminou a partida perdendo cinco games seguidos para Collins

Foto: Tennis Australia

Adelaide (Austrália) - Eliminada ainda na estreia do WTA 500 de Adelaide, Ashleigh Barty fez questão de destacar o bom plano tático de sua algoz, a norte-americana Danielle Collins. A número 1 do mundo acredita que Collins, 37ª do ranking, foi mais eficiente no controle dos pontos do fundo de quadra, ficando sempre em posições confortáveis para a execução de seus golpes, e acha que isso foi fator determinante para a derrota por 6/3 e 6/4 nesta quarta-feira.

"Danielle foi capaz de controlar o centro da quadra, controlar a linha de base, e manter sua posição da quadra. Isso é vital, ainda mais num piso tão rápido como o deste torneio. Ela foi capaz de acertar o primeiro ataque na maioria das ocasiões", admitiu Barty após a partida. A australiana também lamentou o fato de perdido muitos games seguidos, já que liderou o primeiro set por 3/1 e o segundo por 4/1. "É simplesmente decepcionante, ter dois sets consecutivos em que comecei a perder muitos games".

Mas apesar do resultado negativo e também da queda nas quartas de final do Australian Open, ela diz que a preparação para a sequência da temporada não muda. "Nem sempre as coisas vão acontecer do seu jeito, você não pode vencer todas as partidas de tênis, mas você pode com certeza encarar isso da maneira certa", disse a tenista de 24 anos. "Acho que eu e minha equipe fizemos isso esta semana, mas apenas não conseguimos o resultado que queríamos".

Aproximação de Osaka no ranking não preocupa
Após o Australian Open, Barty viu a campeã Naomi Osaka assumir a segunda posição no ranking. Além disso, o sistema de pontuação na WTA voltará a ser anual a partir de março, com o fim do ranking de dois anos adotado em razão da pandemia e da paralisação do circuito no ano passado. Ainda assim, a atual número 1 garante que a disputa pela liderança não irá deixá-la mais pressionada. "Não há pressão extra. Não posso controlar o que as outras jogadoras fazem. Quanto à defesa dos pontos, acho que é uma forma muito negativa de encarar as coisas".

Barty desistiu de jogar o WTA 500 de Doha, que acontece na semana que vem, e planeja voltar ao circuito no WTA 1000 de Miami, a partir de 23 de março. O torneio na Flórida será seu primeiro fora do território australiano desde fevereiro do ano passado. Ela preferiu não sair do país desde o início da pandemia, por conta das várias restrições das autoridades de saúde locais. A australiana, entretanto, não deu detalhes sobre sua sequência na temporada.

"Planejamos o melhor que podemos, mas obviamente nada é certo. Por enquanto, estávamos concentramos nesta semana e passamos para a programação um pouco mais tarde".

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG