Notícias | Dia a dia | Australian Open
Brady supera a barreira da semi e faz 1ª final de Slam
18/02/2021 às 03h50

Melbourne (Austrália) - Depois de estrear em semifinais de Grand Slam no US Open do ano passado, a norte-americana Jennifer Brady não demorou muito para voltar à penúltima rodada de um torneio neste nível e repetiu o feito no Australian Open. Nesta quinta-feira ele rompeu a barreira da semi e se classificou para a primeira final, batendo a tcheca Karolina Muchova com parciais de 6/4, 3/6 e 6/4, em 1h55 de jogo.

Na decisão em Melbourne, a norte-americana de 25 anos terá a chance de buscar a revanche do US Open contra Naomi Osaka, que mais cedo conquistou uma grande vitória sobre a ex-número 1 do mundo Serena Williams. A japonesa foi a algoz de Brady em Nova York e leva a melhor no retrospecto entre as duas, tendo vencido um duelo em Charleston (2018) e perdido um em New Braunfels (2014).

Brady se tornou a 15ª tenista de seu país a alcançar a decisão do Australian Open. Desde o começo da Era Aberta, as norte-americanas levantaram 18 títulos por lá, mais do que as representantes de qualquer outra nacionalidade.

Com sua campanha no primeiro Slam da temporada, a norte-americana vai debutar no top 20, subindo provisoriamente para o 13º lugar, bem acima da melhor marca até então na carreira (24º). A vice-campeã Muchova ficou bem perto de seu melhor ranking, mas ao cair na semi ganhará cinco colocações e vai parar no 22º posto, um abaixo do seu mais alto.

Derrotada na única vez que haviam se enfrentado antes, no saibro de Praga em 2018, Brady largou na frente e foi a primeira a quebrar, abrindo 2/0. A resposta de Muchova não demorou e logo em seguida ela empatou em 2/2. A definição veio no décimo e último game, quando a tcheca foi quebrada mais uma vez e assim viu o set ficar com a rival.

Assim como fez nas três vitórias anteriores, Muchova não se abateu com o placar adverso e buscou a recuperação. Variando mais o jogo, ela foi superior a Brady na segunda parcial, anotou breaks no primeiro e último games para deixar tudo igual e levar a definição para o terceiro set.

Depois de cometer 30 erros não forçados nas duas primeiras parciais, a norte-americana foi mais precisa no último set e desperdiçou apenas 8 pontos em erros não forçados. Com uma quebra no terceiro game, ela foi sustentando a vantagem sem sustos até sacar para fechar em 5/4, no que foi o game mais disputado do set. Muchova teve quatro break-points e Brady quatro match-points, a quebra não veio e a vitória ficou com a atual 24 do mundo.

Comentários