Notícias | Dia a dia | Australian Open
Dimitrov: 'Tive espasmo nas costas, mas não quis desistir'
16/02/2021 às 13h35

Ele sentiu lesão na véspera da partida e não conseguiu se recuperar a tempo

Foto: Peter Staples/ATP Tour

Melbourne (Austrália) - Eliminado nas quartas de final do Australian Open, Grigor Dimitrov foi mais um jogador a sofrer com problemas físicos no torneio. O búlgaro havia sentido um espasmo nas costas na última segunda-feira e não conseguiu se recuperar a tempo para jogar em alto nível contra o russo Aslan Karatsev. Dimitrov até conseguiu vencer o primeiro set, mas a dor voltou durante a partida.

"Eu tive um espasmo nas costas ontem em algum momento", disse Dimitrov após a derrota por 2/6, 6/4, 6/1 e 6/2 para Karatsev nesta terça-feira. "Não pude me recuperar a tempo. A dor voltou no início do jogo de hoje. Continuou progredindo e foi imparável. Tudo começou ontem do nada".

"No final do primeiro set, meu nível caiu completamente. Eu senti isso, mesmo em momentos importantes do segundo set. Ele sacou bem, me fez jogar muito, então adicionava estresse extra ao corpo. Pensei comigo mesmo: ‘Vou continuar tentando’ e esperava que as coisas melhorassem", avalia o experiente jogador de 29 anos.

"Eu não gosto de desistir. Sou teimoso. Estou admitindo minha falha. É que às vezes você não pensa direito quando está na quadra. Eu simplesmente não queria desistir. É assim que eu sou", complementou o ex-número 3 do mundo e atual 21º colocado.

Dimitrov reconhece que já teve esse problema físico antes, mas nunca durante um jogo. "Já tive espasmos nas costas, mas nunca aconteceu durante uma partida. Em outros momentos, eu poderia tirar alguns dias de folga, mas hoje não dava para dizer: 'Ei, podemos jogar amanhã?' Tenho quase certeza de que não é como uma lesão grave ou algo parecido, mas requer apenas muito trabalho específico".

"Esse espasmo afeta todas as partes do corpo, todas as rotações e reações. Adoro me movimentar na quadra, mas quando não sou capaz de usar minha velocidade e minhas pernas, tudo se torna muito insignificante", lamentou o búlgaro. 

Algoz de Dominic Thiem nas oitavas, Dimitrov acredita que fez um bom torneio e não tirou os méritos do algoz. "Eu estava no caminho certo, fizemos um ótimo trabalho. Eu estava muito otimista, mas hoje eu não conseguia nem colocar minhas meias antes da partida, então eu sabia que seria muito difícil para mim. Eu tentei, mas não fui bom o suficiente. E ele absolutamente mereceu vencer".

Comentários