Notícias | Dia a dia | Australian Open
Djokovic diz que destacam com exagero seus erros
16/02/2021 às 00h21

Melbourne (Austrália) - Mais uma vez no foco das atenções, principalmente depois da lesão que sentiu durante a vitória por 3 sets a 2 sobre o norte-americano Taylo Fritz, o sérvio Novak Djokovic sente que às vezes não recebe o mesmo tratamento da mídia que os demais. Em entrevista ao Tennis Majors, o número 1 do mundo lamentou a forma como muitas vezes é representado.

“É como abrir a caixa de Pandora, se começarmos a discutir isso, não terminaremos esta noite. Possivelmente, existem milhões de razões diferentes”, falou o líder do ranking, descontente com o tratamento que a mídia lhe dá. “Sinceramente, eu quase sempre estou bem com isso, mas não posso dizer que isso às vezes não me atinge”, lamentou Djokovic.

“Claro que uma injustiça ou um retrato injusto da mídia me afeta. Eu sou um ser humano, tenho emoções e naturalmente não gosto disso. Sinceramente, queria ter um bom relacionamento com eles, mas parece que nem sempre é possível. Eu faço o meu melhor para me concentrar nas coisas positivas e nos artigos positivos”, afirmou o sérvio.

Djokovic tenta não prestar muita atenção para críticas que considere infundadas. “Tenho o poder apenas de controlar o que faço, não o que os outros escrevem sobre mim, como me julgam ou criticam. Afinal, isso é com eles e não tem nada a ver comigo, não posso influenciar. Estou o circuito há mais de 15 anos e quem acompanha o tênis conhece minha evolução tanto como jogador quanto como pessoa”, comentou.

+ Djoko mantém escrita e atinge 300 vitórias em Slam
+ Djokovic diz que teria desistido se não fosse um Slam

“Nunca tive problemas em expressar o que estava em minha mente e isso é algo que algumas pessoas podem não gostar”, acrescentou Djokovic, que não gostou nada de ter a lesão sofrida na partida contra Fitz questionada por parte da imprensa.

Contudo, ele garante que ninguém na mídia pode quebrar seu espírito. “É claro que dói quando críticas infundadas são disparadas em sua direção e quando você é tratado de forma diferente, mas de certa forma, esse é o caminho que escolhi. Muitos desejam manter o status quo no qual possam colher os benefícios de várias maneiras, e isso é algo contra o qual me oponho”.

O sérvio ainda destaca que é tratado diferente pela imprensa e pelos fãs de tênis, mas garante ter a consciência tranquila em relação a tudo o que faz. “Sou capaz de ser grato, posso levantar as mãos e pedir desculpas quando cometo um erro, mas sim, meus erros talvez sejam menos perdoados pelo público em comparação com outros jogadores e estrelas do esporte”, finalizou.

Comentários