Notícias | Dia a dia
Murray sobe o nível, dá 'pneu' e é finalista na Itália
13/02/2021 às 14h55

Murray tenta conquistar o terceiro título de challenger em sua carreira profissional

Foto: Divulgação

Biella (Itália) - Depois de passar por alguns altos e baixos na semana do challenger de Biella, Andy Murray fez sua melhor partida no torneio e garantiu vaga na final. Murray venceu neste sábado o francês Mathias Bourgue, jogador de 27 anos e 213º do ranking, por 6/0 e 7/5 em 1h33 de partida. O torneio italiano em quadras duras e cobertas é o primeiro que ele disputa na temporada.

Ex-número 1 do mundo e vencedor de três Grand Slam, Murray tem um curto histórico em torneios de nível challenger. Com as quatro vitórias desta semana, ele acumula 28 triunfos e 13 derrotas. Ele conquistou dois títulos nos Estados Unidos ainda em 2005, nas quadras duras de Aptos e Binghamton. O último challenger que o britânico havia jogado foi no ano de 2019 em Mallorca, quando estava voltando de suas duas cirurgias no quadril.

A final em Biella é apenas a segunda que ele disputa desde a grave lesão que o fez cogitar a aposentadoria há dois anos. Ele conseguiu retornar ao circuito em junho de 2019 e conquistou um título de 250 nas quadras duras e cobertas da Antuérpia, na Bélgica, no fim daquela temporada. 

Murray está com 33 anos e ocupa o 125º lugar do ranking. Seu próximo adversário é o ucraniano Illya Marchenko, 212º colocado. O britânico venceu os dois duelos anteriores. A campanha até a final está rendendo 48 pontos na ATP, que deve aproximá-lo do grupo dos 120 melhores do mundo quando os pontos forem computados, só depois do Australian Open. Se for campeão, fará 80 pontos, mas ainda não voltaria ao top 100. Na semana que vem, ele joga outro challenger na mesma cidade.

Murray teve que salvar um set point na 2ª parcial
O primeiro set foi excelente para Murray, que não enfrentou break points e cedeu apenas seis pontos em seus games de serviço. O britânico dominava as ações do fundo de quadra e conseguiu três quebras contra o francês. A parcial seguinte foi mais competitiva, mas o ex-número 1 novamente se deu muito bem. Murray escapou de um 0-40 no sexto game e conseguiu uma quebra na sequência para fazer 4/3. Bourgue, que tem mãe brasileira, devolveu a quebra e empatou o placar.

Já no décimo game, Murray voltaria a ter o saque ameaçado e teve que enfrentar um set point. O britânico errou o primeiro serviço e preferiu não arriscar no segundo, apostando em uma bola sem peso. O francês errou a devolução e perdeu a chance de forçar o terceiro set. A oportunidade perdida custou caro a Bourgue, que perdeu uma disputa na rede logo depois e se descontrolou. Foi a chave para que o veterano britânico colocasse toda sua experiência em quadra para mostrar um jogo firme e paciente nos últimos games para confirmar a vitória.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva