Notícias | Dia a dia | Australian Open
Halep sobe o nível e espanta a zebra em Melbourne
12/02/2021 às 07h14

Halep cedeu apenas quatro games e pode cruzar o caminho de Swiatek

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Depois de ter encarado um jogo duríssimo na segunda rodada do Australian Open, Simona Halep venceu seu terceiro compromisso em Melbourne com mais tranquilidade. A número 2 do mundo precisou de apenas 1h18 para vencer a russa Veronika Kudermetova, 36ª do ranking, por 6/1 e 6/3.

Durante a rápida partida desta sexta-feira, Halep conseguiu quebrar seis vezes o saque da jovem russa de 23 anos e criou 13 break points no total. A romena, que teve o serviço quebrado apenas duas vezes, liderou nos winners por 21 a 17 e cometeu 12 erros não-forçados contra 38 da rival.

A próxima adversária de Halep em Melbourne pode ser a polonesa Iga Swiatek, 17ª do ranking e atual campeã de Roland Garros. Elas já se enfrentaram duas vezes, com uma vitória para cada lado. O triunfo de Swiatek foi na campanha do título em Paris no ano passado. Outra possibilidade é um confronto inédito com Fiona Ferro, 46ª colocada.

Apesar de o primeiro set ter muitos games longos, Halep prevalecia nos pontos mais importantes e conseguiu três quebras, além de salvar os dois break points que enfrentou. Mesmo vencendo apenas um game, Kudermetova venceu 20 pontos na parcial, com direito a oito winners.

O equilíbrio na disputa dos pontos, mas que não aparecia no placar, foi mais nítido no segundo set. Por duas vezes, Kudermetova teve uma quebra acima, quando liderava por 1/0 e 3/2, mas Halep buscou a igualdade em ambos os casos. A romena, então, voltou a confirmar o serviço e conseguiu uma nova quebra em um game muito longo antes de sacar para fechar.

Superada por Halep na terceira rodada em Melbourne, Kudermetova faz um bom início de temporada e disputou a final do WTA 500 de Abu Dhabi em janeiro, depois de ter eliminado a número 5 do mundo Elina Svitolina nas quartas. Ao atingir a terceira rodada em Melbourne, igualou seu melhor resultado em Grand Slam, que havia sido obtido no saibro de Roland Garros em 2019.

Comentários