Notícias | Dia a dia | Australian Open
Bruno quer repetir sucesso com Jamie e destaca Luisa
12/02/2021 às 06h30
Por Diego Diegues
Especial para TenisBrasil

Após a fácil vitória nesta manhã pelo Aberto da Austrália, o mineiro Bruno Soares concedeu uma entrevista exclusiva a TenisBrasil, na qual detalha a sua parceria com o britânico Jamie Murray, fala sobre as expectativas para o próximo desafio na chave masculina de destaca a participação na chave de duplas mista com a paulista Luisa Stefani.

Soares fez uma rápida análise sobre a vitória desta sexta-feira. “Jogamos super bem do início ao fim. Tivemos um segundo game muito duro, onde conseguimos quebrar e colocamos pressão muito grande nos adversários. Acredito que se eles tivessem confirmado seria outra história, mas depois da quebra deslanchamos. Acho que nos momentos chaves conseguimos controlar. E o fato de estarmos muito bem no fundo da quadra também pesou a nosso favor”, destacou o brasileiro.

Na terceira rodada, Soares e Murray enfrentam o italiano Simone Bolelli e o argentino Maximo Gonzalez. “Eles são grandes duplistas. Acredito que vai 50/50 para cada lado”, destacou Bruno, que também falou sobre a estratégia para a próxima partida. “Vamos tentar dominar a rede, tentar se impor e não deixar os adversários dominarem no fundo de quadra. Nós sabemos que eles jogam muito bem no fundo da quadra. Então o objetivo é pressionar ao máximo na rede”, finalizou.

O mineiro mostrou otimismo nesta retomada da parceria com Murray, com quem já conquistou o Aberto da Austrália em 2016. “Estranhamente, no ano passado o Mate (Pavic) resolveu romper a parceria. Pra ser bem sincero, não sei bem os motivos, até porque ganhamos Slam e terminamos o ano como primeiro do mundo. Daí, o Jamie ficou sabendo e me chamou para jogar de novo. Somos amigos, tivemos sucesso no passado, então refazer a parceria e jogar de novo juntos está sendo muito legal”.

Vencedor das duplas mistas em 2016, ao lado da russa Ekaterina Makarova, Bruno decidiu jogar ao lado de Luisa Stefani pela primeira vez neste Australian Open. “Ela (Stefani) está numa evolução incrível, entre as trinta melhores tenistas do mundo. Então ter uma brasileira aqui para jogar junto é muito especial”, comentou o mineiro.

Será a primeira vez que Stefani jogará duplas mistas no Aberto da Austrália. E a parceria Soares/Stefani quase aconteceu no ano passado durante o Aberto da França. “Já tínhamos conversado de jogar no ano passado em Roland Garros, mas por conta do Covid-19 não aconteceu. O acordo ficou para esse ano, então estou muito contente de jogar com ela”, disse o número 1 do Brasil em duplas.

Na primeira rodada, os brasileiros enfrentam a letã Jelena Ostapenko e o holandês Matwe Middelkoop Sem tempo para treinar, como ambos estão se preparando para as duplas masculina e feminina, Soares destacou que a dinâmica entre eles dentro de quadra será fundamental, assim como uma boa comunicação. “Duplas mistas é sempre muito duro. Se trata de um grupo seleto de jogadores, e por nunca termos jogado juntos, tudo será na base da conversa. Acredito que precisamos de um tempo para nos entender, como as preferências de cada um”, finalizou. 

Comentários