Notícias | Dia a dia | Australian Open
Barty evita set-points e avança, Pliskova confirma
11/02/2021 às 00h48

Barty não comentou sobre o incômodo na coxa esquerda na entrevista pós-partida

Foto: Site oficial

Melbourne (Austrália) - Uma vitória que caminhava com rapidez quase se transformou em drama para a número 1 do mundo Ashleigh Barty. Depois de abrir 6/1 e 5/2 sobre a compatriota Daria Gavrilova, ela precisou salvar dois set-points antes de concluir o segundo set por 7/6 (9-7) e avançar assim à terceira rodada do Australian Open, seu primeiro torneio em 11 meses.

Barty não havia perdido game na estreia de dois dias atrás, mas perdeu mobilidade e confiança com uma aparente lesão na coxa esquerda. Gavrilova, que volta ao circuito após longa parada por contusão e por isso figura no 387ª do ranking, chegou a ter 2/0 no início do segundo antes de perder cinco games consecutivos. Aproveitou então os vacilos de Barty e levou ao tiebreak. Aí sacou com 6-5 e teve uma outra chance com 7-6.

Semifinalista do ano passado, a campeã de Roland Garros de 2019 aguarda agora quem passar do duelo entre a russa e cabeça 29 Ekaterina Alexandrova e a tcheca Barbora Krejcikova.

Pliskova e Mertens na 3ª rodada
Animadora vitória obteve Karolina Pliskova. Sexta entre as favoritas, superou um primeiro set equilibrado e eliminou a norte-americana Danielle Collins, por 7/5 e 6/2. Ainda assim, a tcheca perdeu três serviços na partida, fruto de um aproveitamento fraco de primeiro saque, que só chegou a 59%. Faz agora duelo caseiro contra Karolina Muchova, que superou sem sustos a alemã Mona Barthel, 6/4 e 6/1.

Quem está embalada é a belga Elise Mertens, campeã de um dos WTA 500 preparatórios em Melbourne. A cabeça 18 salvou dois set-points no tiebreak antes de fechar o primeiro set por 7/6 (10-8) e depois dominou a chinesa Lin Zhu, com rápidos 6/1.

Sua adversária em busca de vaga nas oitavas de final será a suíça Belinda Bencic, que disputou um único jogo oficial no segundo semestre de 2020 e foi uma dos 72 tenistas que não pôde treinar durante a quarentena de Melbourne. A cabeça 11 lutou mais de 2h30 nesta quarta-feira para superar a veterana Svetlana Kuznetsova, parciais de 7/5, 2/6 e 6/4.

Comentários